Um Alfa Pendular 143 que seguia no sentido norte, descarrilou esta sexta-feira, 31 de julho, pelas 15h30, entre Soure e Vila Nova de Anços, junto à estação de comboios de Soure, em Coimbra. Sabe-se que há 30 feridos ligeiros, sete graves, três encarcerados, e dois mortos, segundo declarações do Presidente da Câmara Municipal de Soure, avançadas pela Associação de Voluntários Digitais em Situações de Emergência através da rede social Twitter. No local encontram-se mais de 176 operacionais e 69 viaturas.

O Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra ainda não consegue aferir a gravidade da situação, escreve o "JN". O comboio terá embatido num veículo de reparação de catenárias — uma máquina de trabalho — que se encontrava na linha, tendo o maquinista ficado encarcerado, diz o mesmo jornal. Já o semanário "Expresso" avança que as duas vítimas mortais são trabalhadores que estavam a operar nessa máquina onde o comboio embateu.

Crime de Gaia está a chocar o País. Filha confessa ter assassinado a mãe e escondido o corpo 15 dias
Crime de Gaia está a chocar o País. Filha confessa ter assassinado a mãe e escondido o corpo 15 dias
Ver artigo

A Associação de Voluntários Digitais em Situações de Emergência dá conta de que se trata de uma uma colisão ferroviária na Linha do Norte junto à estação de comboios de Soure e que a linha já foi cortada. O jornal "Correio da Manhã" revela que já foram acionados dois meios aéreos (helicópteros do INEM) para o local, possivelmente para transportar vítimas em estado grave para o hospital. 

O Presidente da República já veio lamentar o grave acidente ferroviário em Soure, apresentando sentidas condolências aos familiares e amigos das vítimas mortais e desejando rápidas melhoras aos numerosos feridos, aguardando os resultados das investigações técnicas e judiciais", de acordo com o site da Presidência da República Portuguesa.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.