A grande noite de 12 de junho aproxima-se, data que antecede o dia de Santo António, mas a festa dos Santos Populares começa bem antes disso. Aliás, algumas festas já passaram, mas o que não falta são nomes marcantes e muitas celebrações ainda por acontecer. Uma delas faz-se no Mama Shelter Lisboa, ou melhor, no rooftop do "restaurante com quartos por cima".

Só que aqui serve-se o que é mais tradicional nos Santos Populares, deixando os vegetarianos e vegan sem grandes alternativas. Para esses, há todo um arraial veggie no Mercado de Santa Clara, com direito a seitanas (versão de seitan das bifanas) e até ao vegetal da Bimi, uma espécie de brócolos, mas mais fofinhos.

A festa não se centra apenas na comida, há também animação de DJs, entre eles Kamala, que marca o cartaz no dia 12 de junho do Grande Arraial das Avenidas Novas, no Campo Pequeno.

Um por um, decida a que arraial ir (ou como organizar o roteiro para ir a tudo numa só noite).

1. Rifas e sardinhas no rooftop do Mama Shelter Lisboa

Rooftop Mama Shelter Lisboa
Rooftop Mama Shelter Lisboa créditos: divulgação

Arraial no rooftop de um hotel? A questão que se coloca é: porque não? Há muito boas razões para festejar os Santos Populares no Mama Shelter Lisboa e uma delas é a vista a panorâmica sobre a cidade de Lisboa, desde o Castelo de São Jorge à ponte 25 de Abril. A isto juntam-se aspetos temáticos que até são oferecidos logo à entrada.

De 9 de junho e até ao final do mês, todas as quintas-feiras quando entrar no rooftop do Mama Shelter Lisboa, entre as 17h e as 23h, receberá uma rifa (que pode dar direito a uma cerveja e sardinhas ou uma estadia ou jantar no Mama Shelter Lisboa) e também uma bebida (cerveja, refrigerante ou tinto de verano).

Quando a fome apertar, pode desfrutar do menu especial com iguarias típicas da época e, caso vá na noite de 12 de junho, caem ainda melhor por serem degustada ao ritmo de música ao vivo.

Mama Shelter Lisboa

Localização: Rua do Vale de Pereiro 19, 1250-270 Lisboa
Reservas: +351 210 549 899/ lisboa@mamashelter.com

2. Seitanas e música no Veggie Vibes

Eco Roots no Veggie Vibes
Eco Roots no Veggie Vibes créditos: instagram

Vegetarianos, vegan e curiosos, o Veggie Vibes está de volta ao Mercado de Santa Clara, assim como os Santos Populares. O arraial veggie estreou-se em 2019 e desde então que não pôde mostrar o que tem mais para dar porque a pandemia impediu também as festas.

Em 2022 já vai ser possível, e de 10 a 13 de junho a oferta vai compensar em diversão e comida pelos últimos dois anos. Haverá chouriço assado vegan, seitanas (versão de seitan das bifanas) e até caldo verde — livre de ingredientes de origem animal, claro. Menos tradicional é o sushi vegan da Vega Maki Porto e a pastelaria da Gupi e da Eco Roots.

A street food vegan e vegetariana é ainda marcada por música que promete animar as noites de Santos Populares.

O Veggie Vibes é de entrada gratuita.

3. Do Avô Cantigas ao Deejay Kamala no Grande Arraial das Avenidas Novas

Grande Arraial das Avenidas Novas
Grande Arraial das Avenidas Novas créditos: instagram

"Tudo ao molho e fé no Santo António" poderia ser o lema do Grande Arraial das Avenidas Novas, nos jardins do Campo Pequeno. É dos arraiais mais longos de Lisboa, uma vez que decorre de 1 de junho a 3 de julho, passando alguns dias do final do mês marcado pelos Santos Populares.

Para acompanhar tantos dias de festa foi criado um cartaz extenso, completo e variado. Começou com Avô Cantigas a 1 de junho, banda PALADIN “Tudo ao Molho” a 4 de junho, e vai por aí diante com nomes a não perder. Já esta quinta-feira, 9 de junho, atua Tio Jel, e no dia seguinte é a vez de Raúl, Eu e os Funcionários.

O dia 12 de junho é uma data em grande, com festa do Deejay Kamala e Sagres, a começar às 17h e a terminar às 4 da madrugada, com entrada gratuita. Aa cabeças de cartaz para este dia são Maria Leal, Baile do Pimpão, Deejay Kamala ft. NBC e I Love Baile Santos. Há ainda no final da noite bailarico com Gonçalo Ferro.

Quanto ao resto do Grande Arraial das Avenidas Novas, conte com espetáculo de stand up comedy a 16 e 30 de junho, noite de fados a 20 e DJ Cota Ruizadas a encerrar as festividades a 2 de julho.

4. A Musa dos arraiais

Fábrica da Musa
créditos: Fábrica da Musa/Instagram

A Musa está em festa e dura até 12 de junho. Não há muito tempo para aproveitar nem os petiscos, nem a oferta musical que difere todos os dias até ao fim dos arraiais da Musa. Quanto a este último ponto, a música, a Fábrica da Musa, agora no número 9 da Rua Vale Formoso (antigo Bo Brewpub), apresenta vários nomes para uma festa "com colunas calibradas, música com sotaque, com a bifana do Zuca e com outros géneros de bailarico". Ah, e também com entrada livre.

Já esta quinta-feira, 9 de junho, atua ao final da tarde Mel das Pêras e Von Di a terminar a noite, na sexta-feira é Swingueiro a tomar o palco pelas 22h30, no sábado há Bial Clap-Hybrid Set e Ritmos Cholulteka e no domingo a festa termina com Aquele do Partimento pelas 16 horas.

Já na Musa da Bica, junto ao Ascensor da Bica, a festa faz-se com comida e um menu que sabe a Santos Populares, embora com um toque irreverente. É o caso da sandocha marota de entremeada, da sande de bifana panada, da sardinha com pimentos e touchinho, do cachorro do futuro (com alternativa vegetal à carne da Future Farm) e do arroz doce do passado, fiel às tradições.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.