Mais de 100 horas e 23 dias de audiências depois, a luta jurídica de Johnny Depp e Amber Heard chegou ao fim e ninguém saiu impune. O júri, composto por sete civis, decidiu unanimemente que ambos são culpados do crime de difamação, ainda que com valores distintos de indemnizações a pagar e o ex-casal não tardou a reagir à decisão.

Poucos minutos depois do anúncio do veredicto, que veio a público esta quarta-feira, 1 de junho, tanto Johnny Depp como Amber Heard comentaram pela primeira vez a decisão do júri, que sentenciou a atriz a pagar ao ex-marido 10,35 milhões de dólares (cerca de 9,7 milhões de euros) por "danos compensatórios" e "danos punitivos".

Amber Heard condenada por difamação mas vai receber indemnização de Johnny Depp
Amber Heard condenada por difamação mas vai receber indemnização de Johnny Depp
Ver artigo

E, ainda, o ex-Pirata das Caraíbas a indemnizar a atriz e ex-mulher no valor de 2 milhões de dólares (1,9 milhões de euros), após também ele ter sido condenado por um crime de difamação.

"O júri deu-me a minha vida de volta"

"Há seis anos, a minha vida, a vida dos meus filhos, a daqueles que me são próximos e também a vida daqueles que me apoiaram e acreditaram em mim mudaram para sempre", começou por escrever Depp num comunicado oficial, divulgado na sua conta de Instagram. "Alegações bastante sérias, falsas e criminosas foram levantadas contra mim (…). E seis anos depois, o júri deu-me a minha vida de volta, estou verdadeiramente grato", acrescentou.

Para o ator, "revelar a verdade" era algo que devia aos filhos e a todos aqueles que o apoiaram, independentemente das consequências legais que pudessem advir da decisão em tribunal. E, agora, segundo conta, sente-se "em paz", sabendo que conseguiu cumprir aquilo a que se propôs.

A poucos minutos do anúncio do veredicto, de acordo com o jornal "Observador", Johnny Depp estaria a deambular por Newcastle, no Reino Unido, acompanhado dos músicos Beck e Sam Fender. "Conheci o Johnny Depp no Bridge Tavern Newcastle agora mesmo... foi surreal", escreveu um internauta, na descrição de uma fotografia em que o ator surge a dar um aperto de mão.

Também online há registo do momento em que Johnny Depp assinou o comunicado oficial, que, mais tarde, seria divulgado nas suas redes sociais.

"Estou de coração partido"

Já Amber Heard, por seu turno, mostrou-se "desiludida" com a decisão do júri e "desapontada" com aquilo que este veredicto alegadamente "significa para outras mulheres".

"Não tenho palavras para descrever o descontentamento que sinto hoje [quarta-feira, 1 de junho]. Estou de coração partido pela montanha de provas [apresentadas] não ter sido suficiente para se oporem ao poder, influência e domínio do meu ex-marido", começou por escrever, também através de um comunicado.

"Estou ainda mais desapontada com o que este veredicto significa para outras mulheres, é um revés, volta o relógio atrás para um tempo em que uma mulher que falasse e denunciasse [abusos] pudesse ser publicamente humilhada e envergonhada", acrescentou, frisando que é "um passo atrás na ideia de que a violência contra as mulheres deve ser levada a sério".

Neste sentido, a atriz garante que a equipa de defesa do ex-marido conseguiu fazer com que o júri ignorasse "o ponto mais importante": "a liberdade de expressão".

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.