Portugal pode estar na iminência de sair da lista verde do corredor aéreo britânico, que permite que os turistas ingleses viajem para o nosso País sem necessidade de quarentena (14 dias) no regresso. Depois de semanas na lista negra, Portugal conseguiu autorização para fazer parte do corredor aéreo a 22 de agosto — com os preços das viagens oriundas do Reino Unido a dispararem —, mas tudo pode estar prestes a mudar devido ao aumento de novos casos de COVID-19 no território português.

O Algarve está a ser salvo pelos turistas portugueses
O Algarve está a ser salvo pelos turistas portugueses
Ver artigo

Esta quinta-feira, 3 de setembro, o ministro da Saúde britânico revelou que a decisão será pública esta sexta-feira, "por volta da hora de almoço". Mas Matt Hancock deixou no ar um aviso: “As pessoas devem olhar para os números e viajarem apenas se estiverem preparados para ficar em quarentena, caso o contágio do vírus suba no país de destino”, disse à Sky News.

O ministro disse ainda que são precisas "decisões rápidas" quando um país aumenta o número de casos, situação que Portugal atravessa de momento.

Os últimos dados da Direção-Geral da Saúde (DGS) mostram 14.573 casos ativos, mais 258 que os números do dia anterior (2 de setembro). Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a zona do País com mais casos (30.208 confirmados), mas o Algarve, região de eleição dos turistas britânicos, também regista um aumento do número de pessoas contagiadas com o novo coronavírus: existem 1.123 casos confirmados (mais 11 que no dia 1 de setembro), e já morreram 11 pessoas.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.