Christian Brückner, o alemão suspeito de raptar e matar Madeleine McCann, precisa agora de escolta policial sempre que sai da cela. Seja para fazer exercício ou para se reunir com o seu advogado, Brückner tem a companhia de um guarda depois de várias ameaças por parte de vários reclusos, avança o “The Sun”.

O suspeito de 43 anos foi posto numa solitária depois de a polícia alemã acreditar que foi ele o responsável pelo rapto. Desde esta altura, e depois de outros reclusos tomarem conhecimento da situação, começaram a ameaçar o alemão. Agora, Brückner só poderá sair da cela com escolta policial.

“Sei que foi ele”. Amigo do suspeito de raptar Maddie não tem dúvidas sobre o seu envolvimento
“Sei que foi ele”. Amigo do suspeito de raptar Maddie não tem dúvidas sobre o seu envolvimento
Ver artigo

“Medidas especiais foram postas em prática devido à atenção que estava a receber”, explicou uma fonte à mesma publicação. “Ele está consciente do que está a acontecer e os restantes reclusos também. Ele foi colocado numa cela solitária e quando sai para fazer exercício ou para se encontrar com o advogado tem sempre guardas com ele”. “A possibilidade de alguém o atacar por causa da publicidade do caso Madeleine McCann é muito real”, acrescenta.

Atualmente, Christian Brückner está a cumprir uma pena de 21 meses por tráfico de drogas e recusa comentar o caso que está a ser construído contra ele, que indica que terá raptado e matado a criança que desapareceu em 2007 na Praia da Luz.

Para além de a polícia acreditar que o suspeito está ligado ao caso, um amigo do alemão também já veio a público acusar Brückne. O amigo e ex-companheiro de cela de Christian Brückne explicou, no final de junho, que o amigo lhe falou em vender crianças em Marrocos. “Ele falou em vender crianças, talvez em Marrocos. Acho que provavelmente deve ter vendido Madeleine a alguém, talvez num cariz sexual. Eu realmente não pensei nisso na altura, mas talvez devesse”, referiu.

Michael Tatschl foi mais longe e acrescentou que o alemão era “definitivamente pervertido e mais do que capaz de raptar uma criança por brincadeiras sexuais ou dinheiro”.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.