Um adolescente norte-coreano terá sido condenado a 14 anos de trabalhos forçados por ter assistido a apenas cinco minutos do filme "O Homem de Lugar Nenhum" (título em português), uma produção sul-coreana de 2010. A notícia foi avançada na passada terça-feira, 1 de dezembro, pela "Daily NK", que adianta que os pais do rapaz de 14 anos podem também vir a ser alvo de acusação por terem permitido que tal acontecesse e por praticarem uma "educação irresponsável", salienta a CNN Portugal.

Fu Bao é o nome deste panda fofinho, o primeiro a nascer na Coreia do Sul
Fu Bao é o nome deste panda fofinho, o primeiro a nascer na Coreia do Sul
Ver artigo

O rapaz agora condenado trata-se de um estudante no Liceu de Hyesan, avança o "Daily NK", referindo ainda que num dos artigos da nova legislação da Coreia do Norte, aprovada em 2020, prevê-se penas de cinco a 15 anos de trabalhos forçados para quem consuma produtos culturais sul-coreanos como cinema, televisão, música, livros, desenhos, fotos, entre outros.

Apesar de a lei não referir explicitamente a condenação de adolescentes, o jovem terá sido julgado e condenado como se fosse adulto com o objetivo de desincentivar o consumo deste tipo de conteúdos por parte dos mais novos.

Esta não é a primeira vez que se verifica um caso destes na Coreia do Norte. Também este ano, um jovem e os seus pais terão sido deslocados da cidade de Sinuiji para uma zona rural depois de o rapaz ter sido apanhado a ver pornografia em casa e ter sido condenado por esse crime, escreve a mesma publicação.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.