640 foi o número de afegãos que na noite deste domingo, 15 agosto, saíam do país, em direção ao Qatar, num avião de carga militar C-17 Globemaster III dos Estados Unidos da América, enquanto os talibãs ocupavam o palácio presidencial de Cabul para assumir o controlo do Afeganistão.

Refugiados em Portugal. "Saí de uma guerra onde vivia ou morria para viver outra onde não morro, mas sofro todos os dias"
Refugiados em Portugal. "Saí de uma guerra onde vivia ou morria para viver outra onde não morro, mas sofro todos os dias"
Ver artigo

A imagem, partilhada pelo jornal americano "Defense One", está a chocar o mundo e conta uma história. Este voo chegou perto do recorde do maior número de pessoas transportadas num avião deste tipo. Apesar do voo não estar preparado para transportar tantas pessoas, os afegãos, em pânico, e desesperados para fugir do país, conseguiram entrar pela porta de carga que se encontrava semi-aberta momentos antes da descolagem, avança o mesmo jornal. Este é o vídeo que mostra a entrada das pessoas no avião na noite de domingo.

Em vez de tentar expulsar as pessoas, "a tripulação decidiu seguir", disse um oficial de defesa à "Defense One" . "Aproximadamente 640 civis afegãos desceram do avião quando este chegou ao destino", continuou o oficial. Mais tarde, as contas foram feitas e verificou-se que foram exatamente 640 o número de pessoas que conseguiram entrar neste voo e fugir do Afeganistão.

Já com as portas fechadas, a imagem partilhada pela "Defense One" mostra centenas de pessoas, entre elas várias crianças, sentadas no chão e amontoadas num avião que fez uma viagem de mais de nove horas.

O aeroporto, protegido pelos militares norte-americanos, foi o único local para onde os afegãos pensaram dirigir-se depois dos talibãs terem assumido o controle das fronteiras terrestres do país. O aeroporto encerrado pelas forças dos EUA na segunda-feira, para conter o caos e multidões, reabriu na madrugada desta terça-feira, notícia o "The Guardian"  com base no que foi dito por um dos oficiais dos EUA, que acrescentou que, atualmente, os norte-americanos estão encarregues do controle do tráfego aéreo.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.