Foi anunciado, esta terça-feira, pelo Instituto de Israel para a Investigação Biotecnológica, do Ministério da Defesa, que foi desenvolvido um anticorpo para o novo coronavírus. Está agora a ser preparada a patente para, em seguida, farmacêuticas serem contactadas para o anticorpo ser produzido comercialmente.

Num comunicado é referido que o centro de investigação, liderado por Shmuel Shapiro, assegura que o anticorpo ataca e neutraliza o vírus nos infetados.

COVID-19. Número de infetados em Portugal está nos 25.524 e são já 1.063 mortos
COVID-19. Número de infetados em Portugal está nos 25.524 e são já 1.063 mortos
Ver artigo

Naftali Benet, ministro da Defesa de Israel, visitou o laboratório do instituto em Nezz Ziona, e, após a visita, referiu que o “anticorpo ataca o vírus de forma monoclonal” e acrescentou que o trabalho desenvolvido “é uma grande conquista”.

Contudo, o documento não indica se existiram testes em humanos.

Altos cargos do setor da Defesa e da segurança israelitas disseram também que a descoberta é a "primeira deste tipo a nível mundial". De acordo com o "The Times of Israel" há à volta de uma centena de equipas de investigação mundiais à procura de uma vacina para a COVID-19, e apenas uma dezena dessas estão neste momento na fase de testes em seres humanos.

Em março, foi alertado por especialistas que o processo após o desenvolvimento de uma vacina em laboratório pode demorar no mínimo 18 meses. Este mesmo Instituto de Israel dedica-se, entre outros campos, à investigação de armas químicas procurando antídotos contra novas substâncias.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.