A 24 de fevereiro de 2019, a televisão estatal russa mostrou um assustador mapa com aqueles que seriam os seus alvos, no caso de um ataque nuclear aos Estados Unidos — estando, entre eles, o Pentágono ou a base militar Camp David.

Este tipo de armamento continua a ser desenvolvido e a fazer parte do arsenal de vários países. Tanto assim é que já em 2020, o Irão prometeu prometeu vingar a morte do general Qassem Soleimani, considerado o homem mais poderoso deste país, vítima de um ataque aéreo no aeroporto de Bagdá, na sexta-feira, 3 de janeiro, sob ordem do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Não se conhecem as formas da potencial retaliação, mas é preciso considerar que os Estados Unidos estão fora do acordo nuclear estabelecido entre várias potências mundiais, no mandato de Barack Obama.

“Teerão também pode cometer violações adicionais de um acordo nuclear em conflito com potências globais. Os Estados Unidos já não fazem parte, mas a Grã-Bretanha, a França e outras potências ainda veem o pacto como a única maneira de impedir que o Irão se torne um estado de armas nucleares”, considerou a "Sky News".

Portugal é um país afastado desta trama e pensar nesta ameaça no nosso país não entra no imaginário dos portugueses. Mas, concretizando-se o pior dos cenários, como agir? O site oficial do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos, dá conselhos.

  • Não olhe para a luz da explosão;
  • Mantenha a boca aberta para evitar que seus tímpanos estourem devido à pressão;
  • Vá para fora do caminho de qualquer edifício alto que possa cair;
  • Se puder, ouça as informações oficiais na televisão e rádio, uma vez que os conselhos sobre para aonde ir e o que fazer podem depender das informações de inteligência do governo sobre o ataque e as ameaças futuras.

No caso de conseguir aceder a uma área construída e protegida:

  • Proteja-se, no subsolo, se possível. É nesta altura o que o bunker subterrâneo que construiu vai ser realmente será útil;
  • Se não conseguir entrar no subsolo, vá para o prédio mais próximo, de preferência feito de tijolo ou betão;
  • Tente ir para uma zona o mais subterrânea possível, ou no centro de um prédio alto, para estar o máximo afastado de material radioativo;
  • Tente estar confortável. A espera pode durar mais de 24 horas.

uPar o caso de estar no exterior:

  • Deite-se e proteja a sua cabeça, no caso de uma explosão;
  • Em seguida, liberte-se e deixe para trás a sua camada externa de roupa e encontre um abrigo o mais rápido possível. Se possível, sele as suas roupas num saco plástico;
  • Quando for possível, tome um banho, tomando cuidado para não arranhar a pele. Lave o cabelo com champô, mas não use condicionador.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.