Ao 12.º dia de guerra, Zelensky já admitiu que é o principal alvo de Putin e que a própria família corre risco de vida, mas a mulher, Olena Zelenska, e os dois filhos, continuam sem arredar pé de Kiev. Ainda assim, enquanto a família do presidente ucraniano garante que vai ficar no país até ao fim, a alegada amante e (pelo menos) quatro filhos do presidente russo já se encontram bem longe.

"Enquanto Putin invade a Ucrânia, ataca civis inocentes e dá origem a uma crise de refugiados, a sua família está escondida numa propriedade privada e muito segura algures na Suíça. Por enquanto, pelo menos", disse uma fonte anónima, em declarações exclusivas ao "Page Six", referindo-se à alegada amante de Putin, Alina Kabaeva, ex-ginasta olímpica russa, e aos quatros filhos fruto da relação não-oficial do casal.

De comediante a "alvo número 1" de Putin. Afinal, quem é Volodymyr Zelensky?
De comediante a "alvo número 1" de Putin. Afinal, quem é Volodymyr Zelensky?
Ver artigo

"Alina tem dois rapazes e duas meninas gémeas fruto da relação com Putin, que nasceram na Suíça", avança a mesma fonte. "As crianças têm passaportes suíços, e imagino que [Alina] também tenha", acrescenta.

Até ao momento, o Conselho Federal suíço já anunciou, a 28 de fevereiro, que congelou os bens ativos de uma lista de indivíduos e empresas russos, salientando que "as sanções financeiras contra o presidente russo, Vladimir Putin, o primeiro-ministro, Mikhail Mishustin, e o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Sergey Lavrov, também deverão ser implementadas com efeito imediato", avança a mesma publicação. No entanto, ainda não é claro se a família de Putin está efetivamente isenta de sanções suíças e, ainda, de que forma a estadia no país pode afetar os supostos filhos de Putin e Kabaeva.

Mas, afinal, quem é Alina Kabaeva, a alegada amante de Putin?

Com base nas declarações do Kremlin, Alina Kabaeva é apenas uma ex-ginasta rítmica russa, de 38 anos, que já conta com duas medalhas olímpicas, 14 medalhas em campeonatos do mundo e 21 medalhas no campeonato da Europa. No entanto, na prática, é considerada a alegada razão para o fim (não oficial) do matrimónio de Putin com Lyudmila Shkrebneva.

Alina Kabaeva

Putin tem lutado para manter a vida privada longe da comunicação social e dos holofotes, o que faz com que corram rumores face às relações que já teve e ao número de filhos que tem. Neste caso, publicamente confirmados ou não.

O que é certo é que, com a confirmação do próprio, há registo de apenas duas filhas adultas, Maria, de 36 anos, e Katerina, de 35, fruto do primeiro casamento de Putin com a ex-comissária de bordo Lyudmila Shkrebneva. Mas correm rumores de que, na verdade, o presidente russo tem pelo menos mais quatro filhos, dois rapazes e duas raparigas, fruto de uma outra relação dada como secreta.  

Até à data, pouco se sabe sobre a relação de Putin e Alina Kabaeva, já que todas as fontes que avançam informação sobre o casal acabam por ser censuradas. E o jornal russo "Moskovsky Korrespondent" é prova disso já que, em 2008, avançou a notícia de que Putin se tinha divorciado de Lyudmila Shkrebneva para se casar com Kabaeva e, uma semana depois, acabou por fechar portas na sequência de alegadas "dificuldades financeiras".

Putin avaliou a história como "não contendo uma palavra de verdade" e avisou não tolerar intromissões na sua vida privada. "Sempre reagi negativamente àqueles que metem o nariz e as suas fantasias eróticas na vida dos outros", avisou, na época.

O que é certo é que, pouco tempo depois, Kabaeva passou a integrar o Kremlin e, em 2014, foi nomeada pelo governo russo para dirigir o National Media Group, com um salário de cerca de 10 milhões de dólares por ano (cerca de 9 milhões de euros). Ainda assim, apesar do papel de destaque, raramente foi vista em público nos últimos anos, avança "Page Six". A ex-ginasta tem também a sua própria fundação, a Alina Kabaeva Charitable Foundation, fundada em 2008

Rumores à parte, onde se encontra a família oficial de Putin?

Tudo indica que, em simultâneo, Putin também já terá assegurado a segurança da família oficial fora da Rússia. Isto porque, recentemente, foi noticiado que Putin escondeu a sua primeira mulher e as suas filhas numa "cidade subterrânea" na Sibéria.

No caso, num espaço subterrâneo de luxo, equipado com ferramentas de alta tecnologia e localizado nas Montanhas Altai, alegadamente projetado para proteção em caso de guerra nuclear, segundo afirma o cientista político Valery Solovey em declarações ao "Daily Mail".

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.