O Ministério de Defesa da China anunciou na terça-feira, 17 de março, que desenvolveu "com êxito" uma vacina contra o COVID-19, tendo sido já autorizados os testes da mesma em humanos. A vacina terá sido desenvolvida pela Academia Militar de Ciências, por uma equipa liderada pelo epidemiologista Chen Wei. "A vacina foi aprovada pela sua segurança, eficácia e qualidade e, segundo Chen, foi concluída a sua preparação preliminar para a produção em massa", anunciou o Ministério da Defesa deste país, em comunicado.

COVID-19. Drama em Espanha: coronavírus entrou num lar, já matou 19 idosos e podem morrer muitos mais
COVID-19. Drama em Espanha: coronavírus entrou num lar, já matou 19 idosos e podem morrer muitos mais
Ver artigo

Já em fevereiro, as autoridades asiáticas anunciaram que, a partir de abril, iam ser testadas em humanos vacinas recém-desenvolvidas, de modo a impedir a propagação do vírus.

Segundo o "The South China Morning Post", os cientistas fizeram progressos nesta terça-feira, 17 de março, depois de um grupo de macacos infetados ter desenvolvido imunidade ao coronavírus, na sequência de várias experiências.

O surto de COVID-19 começou em dezembro na China, tendo-se espalhado até à data por 146 países, tendo a Organização Mundial de Saúde considerado a propagação do vírus numa pandemia. Já infetou mais de 189 mil pessoas no mundo, tendo causado 7.800 mortes. 81 mil pessoas já recuperaram.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.