Decorria o segundo jogo do Euro 2020 entre a Dinamarca e Finlândia quando o jogador Christian Eriksen, de 29 anos, ia receber a bola aos 43 minutos e caiu no campo. O momento deixou todos surpreendidos, e a equipas médicas acorreram ao local para reanimar o jogador, manobra que decorreu durante largos minutos. Entretanto, a UEFA já anunciou que o jogador está "estável", descansando todos os que assistiram ao momento.

"Depois de uma emergência médica envolvendo o jogador da Dinamarca Christian Eriksen, foi realizada uma reunião de emergência com as duas equipas e os oficiais do jogo. Mais informação será divulgada às 19:45 (18:45 de Lisboa). O jogador foi transferido para o hospital e está estável", pode ler-se no Twitter.

O futebolista Christian Eriksen foi retirado do campo numa maca, sempre acompanhado dos colegas da equipa da Dinamarca. Após o incidente, a UEFA deu o jogo como "suspenso devido a uma emergência médica", disse no site oficial e no Twitter.

As bancadas esvaziaram-se aquando do cancelamento do jogo. Adeptos, treinador, colegas de equipa e adversários mostravam-se preocupados e muitos estavam em lágrimas quando tudo aconteceu, a poucos minutos do intervalo do jogo.

Já há imagens nas redes sociais que mostram a queda e os momentos angustiantes que se viveram de seguida no Estádio Parken, em Copenhaga, Dinamarca.

De acordo com o Manuel Oliveira Carrageta, cardiologista, o "problema é o risco de morte cerebral", disse à TVI. Tal pode acontecer caso não se faça uma massagem cardíaca atentadamente. "Foi uma paragem cardíaca seguramente. Poderá haver uma patologia, as coisas não acontecem do ar", relaciona o especialista, que aponta para patologias como doença do miocárdio, entre outras.

Ainda não há relatos sobre o estado atual do jogador da Dinamarca, mas uma imagem tirada pela agência de notícias "Agence France-Presse" quando Christian Eriksen estava a sair do campo, mostra o jogador com a mão na cabeça, o que poderá indicar que o jogador da Dinamarca ficará bem.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.