Eros é um cão de oito anos que foi treinado para levar bens essenciais — desde frutas, a vegetais ou pacotes de comida — aos vários vizinhos do bairro em que vive em Medllín, na Colômbia, a partir da mercearia El Porvenir, aquela de que a sua dona é proprietários.

O animal, semelhante a um cão de raça Labrador castanho, é já conhecido por carregar um cesto de palha entre os dentes, distribuindo as compra pela comunidade local — função que já desempenhava antes da pandemia, mas que agora é ainda mais importante, tendo em conta os números de COVID-19 na Colombia, país que tem registado três mil novos casos diariamente.

"Ele ajuda-nos a manter o distanciamento social", diz Maria Natividad Botero, a dona de Eros, à AP News. "E as pessoas adoram quando enviamos o cão."

Eros já memorizou o nome e a morada de cinco ou seis clientes. Isto acontece graças às recompensas que lhe dão na chegada ao destino — que é também a única forma de o fazer voltar para a mercearia. "Ele só se vai embora se lhe derem uma recompensa", conta a dona.

No cesto, vai o recibo da compra. "Eu envio a mercadoria com o recibo no cesto e os meus clientes pagam-me por transferência bancária."

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.