Durante 30 dias, os telefones, tablets ou mesmo a televisão onde habitualmente se viam uns filmes na Netflix deixaram de ser permitidos dentro da casa da blogger Molly DeFrank. Os cinco filhos, todos com menos de 10 anos, ficaram em "detox de tecnologias" — e os resultados foram melhores do que aquilo que esperava.

Molly partilhou no Facebook esta quinta-feira, 7 de novembro, uma fotografia onde fala sobre o desafio que lançou aos filhos, e mostra um cenário que vários pais gostariam de ter em casa: todos os miúdos sossegados e agarrados a um livro. A publicação tornou-se viral, tendo já cinco mil partilhas e 930 comentários.

Esta é a publicação de Molly DeFrank no Facebook onde conta a experiência

"Há meses eliminámos o tempo que os nossos filhos passam em frente aos ecrãs. Porquê? Porque os meus preciosos filhos estão a agir como demogorgons", diz a mãe, fazendo uma comparação entre a atitude das crianças e o monstro conhecido como o Príncipe dos Demónios, que se tornou mais popular desde o lançamento da série "Stranger Things".

Molly continua a explicar que começou por permitir o uso de tecnologias durante apenas uma hora por dia, mas mesmo assim os ecrãs diminuíam a criatividade, os miúdos ficaram rabugentos, brigavam e choravam. Então o corte foi definitivo. Claro que as crianças protestaram, mas a briga não durou muito. "A sério, foi como ter os meus filhos de volta".

A medida drástica foi implementada pela blogger, que além dos filhos, teve ela mesma de banir o uso das tecnologias, admitindo que ela "pode ser útil no lugar certo, mas depois de uma rápida análise ao comportamento dos meus bebés, percebi que precisávamos de uma reforma no seu uso".

Isto porque os resultados foram surpreendentes: os miúdos passaram da dependência das tecnologias para começar a fazer jogos em grupo, criar e até fazer a sua própria "escola", como explica a mãe, que não acreditava que a mudança fosse tão fácil.

Molly conta como é que esta fotografia, do qual se orgulha, aconteceu: "Há alguns sábados desde o nosso detox de tecnologias, os meus filhos acordaram um por um e viram-me a mim e ao meu marido a ler na cama. Eles agarraram nos seus próprios livros e juntaram-se a nós", recorda.

A mãe continua a contar que, mesmo quando vão a um restaurante, as crianças levam uma pilha de livros em vez dos iPads.

Na publicação várias pessoas deixam comentários a apoiar a iniciativa, incluindo uma que refere: "Fizemos isto recentemente (como tu, nós já tínhamos alguns limites no uso do ecrã) e tivemos a mesma experiência fenomenal. Podemos nunca mais voltar atrás", refere uma mãe no Facebook.

"Obrigada pela partilha. Isto também se aplica aos adultos. Tudo o que é demais tem consequências. Felizmente que tem os seus filhos de volta", comenta outra seguidora de Molly, que mostra apoiar a ideia.

No seu blogue, Molly DeFrank deixa 5 dicas para fazer o detox de tecnologias (de uma forma a que os seus filhos adiram).

Como ajudar os seus filhos a deixar as tecnologias?

1.º Cortar com o uso de ecrãs durante 30 dias. Seja frio. Não negocie;
2.º Vá à livraria. Encontre o tipo de livros do seu filho;
3.º Faça uma lista com atividades de brincadeiras sem o uso de tecnologias. Podem ser coisas como desenhar, subir uma árvore ou outras tarefas;
4.º Observar. Ver o que eles gostam de fazer e incentivá-los a fazê-lo;
5.º Fazer um plano de longa duração. Depois do mês de detox, reintroduzir os ecrãs estipulando um tempo semanal para o fazer.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.