Gabrielle Petito, mais conhecida por Gabby Petito, foi dada como desparecida este sábado, 11 de setembro, e ainda não foi encontrada. A jovem youtuber de 22 anos e o namorado, Brian Laundrie, de 23, partiram numa viagem de auto-caravana pelos EUA em julho, mas este mês ele regressou a casa e ela não.

O caso está intrigar os EUA e, apesar de as autoridades americanas estarem a investigar, ainda nada se sabe sobre paradeiro da jovem. De acordo com a polícia, Brian Laundrie, agora declarado uma "pessoa de interesse" no caso, tem-se recusado a cooperar e não dá quaisquer informações sobre o que se terá passado.

"NYC Epicenters". O documentário de Spike Lee sobre o 11 de setembro e a pandemia nos EUA
"NYC Epicenters". O documentário de Spike Lee sobre o 11 de setembro e a pandemia nos EUA
Ver artigo

O alerta para o desaparecimento de Gabrielle foi dado pelos pais que a última vez que conseguiram falar com a filha foi no dia 30 de agosto. Nessa altura, Gabrielle enviou uma mensagem a informar os pais de que o Parque Nacional de Yosemite, na Califórnia, não tinha rede, escreve o "Daily Mail", referindo que a mãe não acredita que esta última mensagem tenha sido escrita pela filha.

Apesar de, durante as últimas semanas, a jovem ter partilhado várias imagens e vídeos nas redes sociais da viagem que davam a entender que tudo estava a correr bem, sabe-se agora que o casal foi mandado parar pela polícia em agosto, devido a atos de violência.

O incidente ocorreu na tarde de 12 de agosto, altura em que a jovem de 22 anos se mostrou perturbada ao mesmo tempo que relatava aos agentes que teve uma discussão com Brian. Aos polícias, Gabrielle assumiu ter dado um estalo em Brian depois de uma discussão, mas acrescentou que não queria magoar o namorado, escreve o "Diário de Notícias". "Estamos apenas a ter uma discussão esta manhã, alguns problemas pessoais. Ele não me deixou entrar no carro antes ... disse que eu precisava de me acalmar", terá dito a jovem, citada pelo mesmo jornal.

Na altura, os jovens não quiseram apresentar queixa porque justificaram que se amavam, noticia a "NBC News". 

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.