O primeiro episódio do documentário sobre saúde mental, realizado por Oprah Winfrey e pelo príncipe Harry, é marcado por mais revelações polémicas sobre a família real britânica. Em "The Me You Can't See", Harry acusa estes últimos de negligência e conta como num só dia chegava a beber quantidades de álcool equivalentes a uma semana, para tentar lidar com o trauma da morte da mãe, a princesa Diana.

"Eu estava disposto a beber, a consumir drogas, estava disposto a experimentar coisas que me levassem a sentir menos o que estava a sentir", confessa, descrevendo a altura entre os 28 e os 32 anos de idade como "um inferno", devido aos "ataques de pânico" e "ansiedade severa" de que sofria. "Eu estava mentalmente descompensado", afirma.

Princesa Beatrice vai ser mãe. Prima de Harry anuncia gravidez no aniversário de casamento dos Sussex
Princesa Beatrice vai ser mãe. Prima de Harry anuncia gravidez no aniversário de casamento dos Sussex
Ver artigo

Recorde-se que o duque de Sussex tinha apenas 12 anos quando Diana morreu vítima de um acidente de viação. "A coisa que mais me lembro era o som dos cascos dos cavalos ao longo do Mall", desabafa acerca o funeral da mãe. "Era como se estivesse fora do meu corpo e apenas a caminhar e a fazer aquilo que esperavam de mim, mostrando um décimo de emoção que toda a gente estava a mostrar", relembra.

No documentário, Harry chega mesmo a acusar o pai de não lhe ter dado o conforto necessário e comenta a forma como se sentiu "completamente desamparado" pela família quando tornou a relação com Meghan Markle pública — razão pela qual abandonou o Reino Unido. "Achei que fossem ajudar-me, mas a cada pedido, aviso, fosse o que fosse, era recebido com silêncio ou abandono total", conclui.

"The Me You Can't See" estreia esta sexta-feira, 21 de maio, e conta ainda com os testemunhos de Lady Gaga, Glenn Close, Rashad Arsmtead, Ginny Fuchs, Hussain Manawer e DeMar DeRozan.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.