Vladislav Ivanov, 27 anos, viveu durante quase três meses preso num reality show chinês do qual se arrependeu de participar logo na fase inicial do programa. O homem russo, que também fala mandarim, entrou como tradutor e recorda que só o fez porque os realizadores do novo formato o aliciaram a tal, elogiando a sua aparência física. "Perguntaram-me se gostaria de experimentar uma vida nova", explicou Ivanov durante o programa, cita o jornal britânico "The Guardian".

O formato tinha como objetivo selecionar os melhores concorrentes para fazer parte de um novo grupo musical.

BTS, a banda sul-coreana que está a deixar fãs loucos por todo o mundo. Mas porquê isto? Três fãs explicam tudo
BTS, a banda sul-coreana que está a deixar fãs loucos por todo o mundo. Mas porquê isto? Três fãs explicam tudo
Ver artigo

Problema? Ivanov não tinha qualquer interesse em cantar ou dançar. "Fazer parte de uma banda não é o meu sonho. Não sei cantar, nem dançar. Espero que o júri não me apoie", terá dito numa das emissões do programa.

Desde então, o concorrente terá pedido para sair por diversas vezes, pedindo o menor número de votos do público. "Não me amem, não terão quaisquer resultados da minha parte", disse durante uma emissão. Nas atuações em estúdio, as suas prestações eram, por oposição às de outros concorrentes, sempre pouco enérgicas.

Mas terá sido a sua própria sabotagem que cativou o público e que, semana após semana, atribuía a Vladislav Ivanov o maior número de votos possíveis — permitindo-lhe continuar em jogo. Sair do concurso não era opção, já que incorreria numa quebra contratual e estaria obrigado a pagar uma indemnização dispendiosa.

Vários meses depois a pedir a expulsão, ela chegou no sábado, 24 de abril. Numa nova votação, Ivanov foi o menos votado e, por isso, não teve lugar garantido na futura boys band que iria ser formada com os finalistas do programa.

Aliviado, recorreu às suas redes sociais para escrever estava, finalmente, "livre do trabalho" a que tinha sido obrigado desde o início. A Embaixada da Rússia respondeu ao seu comentário, desejando-lhe um "bom descanso", escreve o mesmo jornal.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.