Ao contrário do marido, Meghan Markle não esteve em Balmoral para se despedir da rainha Isabel II, que morreu esta quinta-feira, 8 de setembro. Uma vez que ambos se encontravam no Reino Unido, tal seria possível, pelo que esta ausência suscitou alguma especulação.

Sabe-se agora que terá sido o rei Carlos III a definir o desfecho da situação. O filho da rainha Isabel II terá dito ao príncipe Harry para não levar Meghan Markle a Balmoral para estar junto da rainha Isabel II nos seus últimos momentos de vida, de acordo com o "Daily Mail".

Além de Kate Middleton, Meghan Markle também não acompanhou o marido até Balmoral. Eis a razão
Além de Kate Middleton, Meghan Markle também não acompanhou o marido até Balmoral. Eis a razão
Ver artigo

O duque de Sussex estaria em Frogmore Cottage quando recebeu uma chamada do pai a pedir-lhe para não trazer Meghan consigo para o leito de morte da rainha. "Carlos disse a Harry que não era certo nem apropriado que Meghan fosse a Balmoral numa altura tão triste", disse uma fonte ao jornal "The Sun", citado pelo "Daily Mail".

"Foi referido que Kate também não ia e que os números deveriam ser limitados à família mais próxima", acrescentou a mesma fonte, concluindo que "Carlos deixou bastante claro que Meghan não seria bem vinda". O staff do palácio terá ficado "incrédulo" quando a comunicação social divulgou que também Meghan estava a caminho (o que não se verificou).

Kate Middleton, mulher do príncipe William, também não esteve em Balmoral, alegadamente por se tratar do primeiro dia de aulas dos três filhos do casal. A rainha Isabel II morreu esta quinta-feira, 8 de setembro, aos 96 anos. O trono passou, por sucessão direta, ao seu filho primogénito, Carlos.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.