Assim que foram informados sobre o estado de saúde débil em que Isabel II se encontrava, ao fim da manhã da passada quinta-feira, dia 8 de setembro, a família real rumou até Balmoral, na Escócia. Na altura, o mundo não sabia (ou fingia não saber) por que razão é que os familiares da rainha deixavam tudo para trás e corriam para a sua cabeceira. Depois, a razão veio a público: o falecimento da monarca, aos 96 anos, anunciado ao fim da tarde.

Quase toda a família compareceu nos últimos momentos da rainha: o (agora) rei Carlos III e Camilla, a rainha consorte, em conjunto com o príncipe William, Harry e os príncipes André, Eduardo e a princesa Ana. No entanto, a falta de comparência de um dos membros da família real deixou o país a pensar – afinal, onde estava Kate Middleton?

A duquesa de Cambridge e Cornwall (título que ganhou com as mudanças na linha de sucessão) não foi vista com o marido, o príncipe William, na viagem à propriedade escocesa da família. A razão prende-se com o facto de, por coincidência, o dia da morte de Isabel II ser também o primeiro dia de aulas dos três filhos do casal.

Depois das férias de verão, a família mudou-se para Windsor e o príncipe George, 9 anos, a princesa Charlotte, 7, e o príncipe Louis, 4, foram transferidos para uma nova escola, avança a "People".

O rescaldo da morte da rainha Isabel II. Carlos ou William — qual dos príncipes vai subir ao trono?
O rescaldo da morte da rainha Isabel II. Carlos ou William — qual dos príncipes vai subir ao trono?
Ver artigo

No entanto, certamente Kate ter-se-á despedido da rainha. Isto porque, há umas semanas, a duquesa e Isabel II passaram tempo de qualidade quando Kate e William visitaram a monarca de 96 anos em Balmoral com seus filhos, uma tradição real de verão, esclarece a mesma publicação.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.