Em 2007, James Bowen tinha 28 anos e vivia nas ruas de Londres. A droga tinha-lhe tirado quase tudo, e acabou por se tornar num sem-abrigo. A sua única fonte de rendimentos era o que conseguia amealhar da venda da revista "Cais" ("Big issue", em inglês). Foi nessa altura, e quando se sentia completamente perdido, que encontrou um gato ainda bebé, abandonado na rua. Era dourado e também ele parecia perdido. James resolveu adotá-lo, deu-lhe o nome de Bob e começou a andar com o gato ao ombro quando vendia as revistas sobretudo no metro de Londres. Rapidamente, começou a ficar conhecido como o vendedor do gato. O animal cresceu e também ele começou a tornar-se num ícone, conhecido por andar sempre com um cachecol ao pescoço.

A relação entre James e Bob tornou-se de dia para dia mais especial. "Ele deu-me muito mais do que companhia. Com ele ao meu lado, encontrei uma direção, um propósito, coisas que eu não tinha", escreveu James na sua página ofical de Facebook. A amizade entre um homem e um gato acabou por levar uma editora de livros inglesa a interessar-se pela história. Procurou James para saber se teria interesse em contá-la, e o homem aceitou.

A história de Bob resultou num livro que se tornou num bestseller mundial
A história de Bob resultou num livro que se tornou num bestseller mundial

Em 2014, foi editado "O Que Aprendi com Bob. Lições de vida de um gato de rua". O livro foi um sucesso imediato em Inglaterra, com milhares de exemplares vendidos logo na primeira semana. A editora acabou por internacionalizar a obra, e James chegou a estar em Portugal, juntamente com Bob, para promoverem o livro, em novembro de 2018. O sucesso internacional foi ainda maior, com milhões de obras vendidas em dezenas de países. O mercado norte-americano rendeu-se à história de Bob, primeiro na forma de livro, depois de filme. Em 2016, estreou o filme "Um Gato de Rua Chamado Bob", com um argumento escrito por James Bowen, em que o gato é interpretado pelo próprio Bob. Uma vez mais, o público delirou com a história e os resultados de bilheteira tornaram o filme num sucesso.

O livro com a história do gato Bob foi adaptado ao cinema
O livro com a história do gato Bob foi adaptado ao cinema

James e Bob deixaram as ruas e passaram a viver um pouco por hotéis do mundo, a promover a história. James passou de sem-abrigo e milionário.

Esta terça-feira, 16 de junho de 2020, Bob morreu. O gato (real) mais famoso do mundo tinha 14 anos.

"A nossa relação milagrosa salvou a minha vida. Durante estes anos, ele conheceu milhares de pessoas, mas a nossa história tocou milhões de outras pessoas. Nunca houve um gato como o Bob. E nunca haverá. Sinto que a luz se apagou na minha vida. Nunca o irei esquecer". Foi assim que James se despediu do seu amigo inseparável dos últimos 13 anos.

"Primeiro, o Bob mudou a vida do James. Depois, mudou o mundo. Ele representou muito para a revista 'Cais' e é uma parte muito importante da nossa história", lamentou o editor inglês da "Cais", Paul McNamee. "Ele representa uma segunda oportunidade e a esperança na vida de toda a gente. Representa o nunca desistirmos de ninguém".

Muitos dos lucros que resultaram das vendas dos livros e do filme foram oferecidos por James à revista "Cais".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.