“Eu só quero morrer agora. Eu só quero bater com a minha cabeça num vidro. Quero que alguém me mate, que me esfaqueie."

Foram estas as palavras que, em lágrimas, Quaden Bayles, um menino de 9 anos que sofre de acondroplasia (o tipo mais comum de nanismo),  proferiu no carro, junto da mãe, depois de mais um episódio em que foi vítima de bullying na escola. "Tenho de estar constantemente de olho dele por causa das tentativas de suicídio, é isto o que o bullying faz, pessoas", ouvimos Yarraka, a mãe e autora do vídeo publicado na quinta-feira, 20 de fevereiro, dizer.

Yarraka decidiu partilhar este registo na sequência de ter assistido a mais um episódio de bullying contra o filho, tendo observado novamente os consequentes efeitos. Fê-lo como símbolo de alerta, de consciencialização para o impacto que esta realidade das escolas tem nas crianças.

A história chegou a todo o mundo, já resultou em 400 milhões de dólares  e em tentativas de fraude

Em dois dias, a história de Quaden chegou a milhões de pessoas em todo o mundo. Foi amplamente divulgada nas redes sociais, tendo atingido o top cinco dos tópicos mais discutidos no Twitter, e foi notícia num vasto conjunto de meios de comunicação social. Chamou também a atenção de várias celebridades, que fizeram questão de, publicamente, demonstrar o seu apoio ao menino, alertando para a gravidade das consequências do bullying.

O ator Hugh Jackman, que interpreta a famosa personagem Wolverine, na saga "X Men", foi uma destas personalidades: "Sejamos bons uns para os outros. Bullying não é OK. A vida já é difícil o suficiente. Vamos lembrar-nos de que todas as pessoas à nossa frente estão a enfrentar algum tipo de batalha", disse. "Quaden, és mais forte do que pensas e, independentemente de tudo, tens um amigo em mim."

A equipa australiana de râguebi Indigenenous All Star NRL também não ficou indiferente ao acontecimento. Partilhou um vídeo para Quaden e publicou-o no Twitter. "A Indigenenous NRL All Stars está contigo Quaden".

Mark Hamill, ator conhecido por interpretar Luke Skywalker, na saga "Guerra das Estrelas", também se manifestou na mesma rede social: "A crueldade é tão surpreendente quanto desoladora."

Entretanto, após ver o vídeo, o comediante americano Brad Williams, que também sofre de nanismo, criou uma página no GoFundMePage. "Vou criar uma página no GoFundMe para que o Quaden saiba que o bulllying não será tolerado e que ele é um ser humano maravilhoso que merece alegria", escreveu. "Eu quero que o Quaden e a sua mãe voem até à America e que fiquem num bonito hotel, para levá-los à Disneyland."

O objetivo inicial da página era de 10 mil dólares, mas entretanto já chegou aos 443.207 dólares (408.596€). De acordo com o comediante, qualquer dinheiro extra que não for utilizado nesta viagem será doado a projetos de anti-bullying e de anti-abuso.

"Isto não é só pelo Quaden isto é para qualquer pessoa que tenha sido vítima de bullying na sua vida, a quem tenha sido dito que elas não eram boas o suficiente", escreveu. "Vamos mostrar ao Quaden e aos outros que há bondade no mundo e que eles merecem-na."

Entretanto, pessoas estão a cometer tentativas de burla, aproveitando-se do sucesso da história. Estão a ser criados mais movimentos para angariação de dinheiro, sob o pretexto de serem para ajudar a criança e outras vítimas de bullying.

‘Olá. o meu filho tem sido vítima de bullying, como claramente conseguem ver por toda a Internet. Sou uma mãe exausta", escreveu uma mulher americana numa página de campanha, junto de uma fotografia da criança, conta o inglês "Metro".

A única angariação de fundos real foi aquela lançada por Brad Williams. Nicola Britton, gerente regional da GoFundMe para a Austrália, disse que a empresa tem uma política de tolerância zero no que diz respeito a casos fraudulentos.

"A nossa equipa de especialistas em Confiança e Segurança trabalha 24 horas por dia, interagindo com os organizadores das campanhas, monitorando e verificando continuamente as páginas de modo a que se evite o uso indevido", disse ao "Daily Mail Australia".

A teoria da conspiração: Quaden tem afinal 18 anos

Agora, a teoria da conspiração. A par da onda solidariedade que tomou conta das redes sociais, espalhou-se na sexta-feira, 21 de fevereiro, uma espécie de teoria da conspiração que afirma que Quaden tem afinal 18 anos, que é rico e uma celebridade de Instagram. Em causa está uma fotografia em que Quaden surge agarrado a um molho de notas.

Entretanto, não há provas que suportem esta teoria. Pelo contrário: em 2015, o menino terá surgido numa entrevista num canal australiano. "Quaden Bayles é um rapaz de quatro anos de Brisbane", começou a apresentadora. "Ele está a inspirar uma campanha incrível para alertar sobre o nanaismo", continuou, referindo que ele já teria sido submetido a uma série de operações médicas.

quaden

O menino aparece também no site StarNow,  em que os utilizadores podem criar um perfil para conseguirem papeis de representação. Aqui podemos ver fotografias do menino, que apenas tem nesta espécie de portfólio as aparições não pagas que fez, como a entrevista que deu ao canal australiano, assim como várias fotografias suas.

A propósito do boato, a cantora Cardi B pronunciou-se: "Não acho mesmo que ele esteja a mentir em relação à idade. E só porque há um dinheiro dele a atirar dinheiro e a fazer-se passar por gangster, não significa que não haja miúdos que se metem com ele."

Yarraka Bayles agradeceu: "Obrigada Cardi B. Adoro-te".

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.