R. Kelly foi condenado por tráfico sexual e crime organizado. O cantor norte-americano foi declarado culpado dos crimes esta segunda-feira, 27 de setembro, no final de um julgamento de seis semanas que decorreu em Nova Iorque, Estados Unidos.

Príncipe André processado por vítima da rede de tráfico sexual de Jeffrey Epstein
Príncipe André processado por vítima da rede de tráfico sexual de Jeffrey Epstein
Ver artigo

O artista de 54 anos foi acusado pelo pelo Tribunal Federal do Distrito Leste de Nova Iorque por crimes de crime organizado, coerção e transporte de mulheres e raparigas menores para envolvimento em atividades sexuais ilegais, escreve o "Observador", citando a Agência Lusa. Estas atividades decorreram durante duas décadas, e são acusações semelhantes às que enfrenta em Chicago — onde, aliás, já esteve preso entre 2019 e junho de 2021 na sequência de 13 acusações, entre elas abuso de menores.

"As acusações incluem pornografia infantil, sedução de uma menor e obstrução à justiça", afirmou o porta-voz do Ministério Público, Joseph Fitzpatrick, à época das acusações em Chicago, tal como escreve a mesma publicação, sendo essa a segunda vez nesse ano que o cantor norte-americano foi detido sob acusações de crimes sexuais.

Em fevereiro de 2019 foi acusado de dez crimes de abuso sexual, com menores entre as vítimas, mas declarou-se inocente de todas as acusações.

Agora, em Nova Iorque, e depois de uma deliberação do júri que se arrastou durante nove horas, R. Kelly poderá enfrentar várias décadas na cadeia.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.