Depois de ter cancelado a sua presença na cimeira do clima COP26, a rainha Isabel II, 95 anos, foi agora aconselhada a um período de repouso de, pelo menos, duas semanas. E por repouso, a sua equipa médica refere-se a repouso absoluto — sem quaisquer visitas oficiais na agenda, escreve a CNN, que cita o comunicado oficial divulgado pelo Palácio de Buckingham.

"Os médicos de Sua Majestade aconselharam-na a continuar a descansar durante, pelo menos, as duas próximas semanas", lê-se na nota oficial. Nesta fase, a rainha poderá "desempenhar algumas tarefas leves" à secretária e até conceder "algumas audiências virtuais", mas qualquer visita oficial está fora de questão.

Nova temporada de "The Crown" vai recriar famosa entrevista da princesa Diana
Nova temporada de "The Crown" vai recriar famosa entrevista da princesa Diana
Ver artigo

A atualização ao estado de saúde da rainha surge depois de a monarca ter, na semana passado, passado uma noite no hospital por precaução.

Apesar disso, a equipa médica responsável por avaliar o estado de saúde da rainha garante que a própria está "de bom humor" e focada em desempenhar algumas tarefas ligeiras diretamente do seu escritório. Foi isso que começou a fazer, aliás, já desde esta terça-feira, 26 de outubro.

Ainda que Isabel II não vá marcar presença no evento do Dia do Armistício, que assina ao fim simbólico da Primeira Guerra Mundial e que, no Reino Unido, se assinala a 13 de novembro, mantém a intenção de estar presente no evento seguinte — a 14 de novembro, para honrar a memória daqueles que perderam a vida durante o conflito armado.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.