Depois de falhar a medalha de ouro em 2008, 2012 e 2016, o atleta britânico Tom Daley concretizou esta segunda-feira, 26 de julho, o sonho de atingir o ouro — juntamente com Matty Lee, o parceiro da prova — no salto em plataforma para a água dos Jogos Olímpicos que decorrem em Tóquio, Japão. Quando ganhou, a reação foi efusiva.

"Ainda não consigo acreditar no que está a acontecer", explicou em declarações à BBC. Não é para menos. Afinal, estava na luta desde 2008, altura em que se estreou nos Jogos Olímpicos de Pequim, na China, com apenas 14 anos. Nessa prova, ficou em última posição (em dupla) e em sétimo lugar a solo nos dez metros sincronizados de salto para a água.

Jogos Olímpicos 2021. Entrada de Portugal na cerimónia de abertura torna-se viral
Jogos Olímpicos 2021. Entrada de Portugal na cerimónia de abertura torna-se viral
Ver artigo

Na conferência de imprensa, celebrou a vitória com uma mensagem positiva e de apreço por toda a comunidade LGBT, partilhando ideais inclusivos e de tolerância.

"Nestes Jogos Olímpicos, existem mais atletas LGBT do que em qualquer uma das edições anteriores", começa por dizer nas declarações que fez após a vitória. Fazendo uma retrospetiva sobre a sua infância, Tom Daley, 27 anos, recorda-se como alguém "que estava sempre sozinho, que era diferente, que não encaixava" naquilo que as sociedade esperava de si. Não correspondia às convenções sociais e normativas, portanto.

"É o meu desejo que qualquer jovem LGBT possa perceber que, independentemente do quão sozinho se possa sentir neste momento, na verdade não está. É possível atingir e alcançar tudo", continuou.

"Sinto muito orgulho em poder dizer que sou um homem gay e campeão olímpico. Sinto-me empoderado por isso porque, quando era mais novo, pensava que nunca iria ser ninguém na vida ou ser capaz de alcançar o que quer que fosse. Apenas por ser quem sou. Tornar-me campeão olímpico é a prova de que podemos alcançar tudo", continuou, emocionado.

Depois de ganhar a medalha de ouro, o atleta britânico vai voltar a competir nos Jogos Olímpicos. A prova está marcada para as 7 horas de sábado, 31 de julho, nos dez metros masculinos.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.