O príncipe William, duque de Cambridge, é o convidado do próximo episódio do podcast "Time to Walk" ("Hora de caminhar"), exclusivo da Apple Fitness+, e um dos temas abordados foi a saúde mental. No episódio que convida a uma caminhada e só será lançado esta segunda-feira, 6 de dezembro, William relembra o grave acidente de uma criança de cinco anos e que o deixou perturbado na altura.

No momento do acidente o príncipe William estava de serviço como piloto de um helicóptero ambulância e ajudou a salvar a criança, mas a situação acabou por perturbá-lo e causar um grande sentimento de angústia e depressão, conforme revela no podcast. Sentiu como se "o mundo inteiro estivesse a morrer" e que "como se alguém tivesse colocado uma chave num cadeado e aberto algo" sem a sua permissão", diz. 

"Sente-se a dor e o sofrimento de toda a gente. E eu não sou assim. Nunca me senti desta forma antes", acrescenta.

Kate e William vão dar concerto de Natal. E até os filhos podem aparecer
Kate e William vão dar concerto de Natal. E até os filhos podem aparecer
Ver artigo

A criança de cinco anos — cujo nome não foi revelado, mas será Bobby Hughes, de acordo com o "Daily Mail", foi atropelado a 15 de março de 2017 por um carro e ficou com graves lesões cerebrais. Bobby era apenas um ano mais velho do que o príncipe George, filho do duque de Cambridge, na altura, o que também terá contribuído para a forma como o acidente afetou William.

O filho da princesa Diana chegou mesmo a falar com os pais do rapaz e a partilhar a forma como se sentia. "William contou-nos como o acidente o afetou como pai e como ele sentiu a nossa dor", disse a mãe do menino, Carly, ao mesmo jornal, acrescentando que o príncipe William tem um "bom coração".

Com o episódio, o príncipe William espera "inspirar outras pessoas a tornarem-se ativas e a dedicarem algum tempo extra à sua própria saúde mental", pode ler-se no Instagram oficial dos duques de Cambridge.

Para falar sobre o período em que passou por esta crise, o duque de Cambridge escolheu um trilho de mais de quatro quilómetros, que vai desde a igreja de Santa Maria Madalena, em Norfolk, Reino Unido, até à sua casa, Anmer Hall — percurso longo o suficiente para falar sobre a importância da saúde mental e ainda recordar a canção que ele e o irmão, Harry, ouviam no carro quando a mãe, a princesa Diana, os levava ao colégio interno e tentava deixá-los menos ansiosos por voltarem à escola.

"Uma das músicas de que me lembro constantemente, e que tem estado comigo este tempo todo e, ainda hoje, ainda hoje contínuo a desfrutar secretamente, é 'The Best', da Tina Turner, porque sentado no banco de trás, a cantar, parecia um verdadeiro momento de família", conta o príncipe no episódio prestes a estrear.

"Time to Walk", com duas temporadas, é exclusivo da Apple Fitness+, e já contou com nomes como Jane Fonda, Camila Cabello, Naomi Campbell e Shawn Mendes. Do episódio com a participação do príncipe William vão resultar três doações a instituições escolhidas pelo duque: Crisis Text Line, nos Estados Unidos, Shout 85258, no Reino Unido, e Lifeline, na Austrália.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.