Será já a partir da próxima segunda-feira, 15 de março, que Portugal começa a desconfinar ainda que a um ritmo de "conta-gotas". Os cabeleireiros vão voltar a abrir e todo o comércio poderá voltar a vender ao postigo, numa decisão que não terá sido unânime dentro do governo. É assim, lentamente, que o primeiro-ministro António Costa prevê que se comece a abrir, pautando o processo pela "segurança" e pela cautela.

"Devemos começar a abrir com segurança, mas tem de ser uma abertura prudente, gradual e cautelosa", explicou esta quinta-feira, 11, na declaração que fez ao País. O objetivo, continua, "é não estragar o que conseguimos alcançar", para que a retoma à normalidade seja feita com a máxima "segurança possível". 

Creches, pré-escolar, 1.º ciclo e cabeleireiros reabrem dia 15, cafés continuam fechados. Conheça as medidas de desconfinamento
Creches, pré-escolar, 1.º ciclo e cabeleireiros reabrem dia 15, cafés continuam fechados. Conheça as medidas de desconfinamento
Ver artigo

Isso implica, sabemos agora, que o sector da restauração continue de portas fechadas e impossibilitado de receber clientes no interior das lojas; que as salas de espetáculos só abram em abril; e que o ensino superior e secundário continuem com aulas à distância até à penúltima semana de abril.

Mas, afinal, o que é que se pode fazer a partir de segunda-feira? Os ginásios vão abrir nessa data? E o café ao postigo, volta a ser permitido?

Repondemos-lhe a estas e a outras questões.

1. Cafés e restaurantes fechados, mas com café ao postigo? Sim ou não?

Ainda não será nesta fase a restauração poderá abrir portas. Mas a partir de agora, e ao contrário do que tem sido a realidade deste sector desde janeiro, poderão vender bebidas e alimentos ao postigo em regime de recolha pelo cliente.

Isto significa que, se até aqui os cafés estavam impedidos de vender café à porta para os clientes, a venda voltará a estar permitida para todas as bebidas, inclusive alcoólicas, já a partir da próxima segunda-feira, garante o governo. A partir das 20 horas, no entanto, a venda de bebidas alcoólicas passa a estar proibida até às 6 da manhã seguinte.

A venda ao postigo, em regime de recolha e de entrega ao domicílio serão, para já, os únicos moldes em que o setor poderá trabalhar.

2. Na segunda ainda não poderei almoçar fora, portanto?

Não, pode apenas encomendar comida a um restaurante e ir levantar à porta ou requer a entrega em casa. Os restaurantes e cafés só terão ordem para a abrir a 5 de abril e, nessa altura, apenas poderão oferecer serviço de mesa nas esplanadas — que não deverão conter mais do que quatro pessoas por mesa.

O serviço de mesa no interior dos restaurantes só poderá voltar a funcionar a 19 de abril.

3. Posso, finalmente, ir a uma livraria ou continuarão fechadas?

Depois de encerradas pelo governo, as livrarias vão poder voltar a vender à porta a partir de segunda-feira, 15.

A venda ao postigo passa, aliás, a ser permitida a todo o comércio sem exceções, tal como anunciou António Costa após a reunião de Conselho de Ministros para a delineação deste novo plano de desconfinamento.

Rever menus, stocks e staff. Como é que os restaurantes se preparam para o confinamento?
Rever menus, stocks e staff. Como é que os restaurantes se preparam para o confinamento?
Ver artigo

É a partir desta segunda-feira que também voltam a abrir bibliotecas e arquivos.

4. E o trabalho é para continuar a ser feito remotamente?

Na declaração que fez ao País, António Costa não referiu quando é que a retoma ao trabalho presencial voltará a ser permitida. Sabe-se, no entanto, que o desconfinamento será feito de forma gradual e que, a qualquer altura, poderá ser revisto caso o índice de transmissibilidade do vírus aumente.

Por isso, o governo recomenda que o teletrabalho seja adotado sempre que for compatível com as funções dos trabalhadores.

5. Cabeleireiros abertos já na segunda-feira

A reunião do Conselho de Ministros ainda não tinha acabado, e já a SIC Notícias dizia que acabara de ser decidida a abertura de cabeleireiros, salões de manicure e similares.

A informação foi confirmada pelo próprio primeiro-ministro na comunicação que fez ao País, permitindo a abertura do setor. Após o anúncio do executivo, muitos dos cabeleireiros e barbeiros anunciaram um período de marcações para poder dar resposta à procura.

6. Ok, e que escolas abrem?

Para a partir de 15 de março, António Costa anunciou a abertura das creches, bem como do ensino pré-escolar e do primeiro ciclo. No entanto, o segundo ciclo — que corresponde ao quinto e ao sexto ano de escolaridade —, vai permanecer encerrado e com ensino à distância.

As escolas de segundo e terceiro ciclo abrem a 5 de abril, enquanto o ensino secundário e superior só poderá voltar a ter aulas presenciais a partir de 19.

Enquanto as escolas fechavam, as praias enchiam. Como foi o início da pandemia em Portugal
Enquanto as escolas fechavam, as praias enchiam. Como foi o início da pandemia em Portugal
Ver artigo

7. E sobre as escolas de condução, o que se sabe?

Na verdade, pouco.

António Costa não se referiu a este sector, mas sabe-se que, a partir de 5 de abril, estará permitida a abertura de todas as lojas com porta para a rua com até 200 metros quadrados. 

8. E os ginásios, os teatros e as lojas de cidadão?

Não. Os ginásios só podem voltar a abrir a 19 de abril e sempre sem aulas de grupo. Também os cinemas, teatros e quaisquer outras salas de espetáculo abrem nesta data. As lojas de cidadão também abrem neste dia.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.