Cal Lockdwood, diretor musical e locutor na Arctic Outpost Radio, uma rádio no Polo Norte, tinha na noite de terça-feira, 31 de março, três seguidores na sua conta de Instagram. Até que, do nada, passou para os 40,8 mil. Todos os novos seguidores vieram de pessoas a milhares e milhares de quilómetros: eram portugueses.

O fenómeno tem explicação: no direto do Instagram de Bruno Nogueira, que decorre todas as noites, pelas 23 horas — e que agora se chama "Como é que o Bicho Mexe" —  Nuno Markl, a figura mais assídua destes diretos, falou sobre esta rádio, que descobriu através da aplicação Radio Garden.

Esbardalhanços aos 30. Os lives do Bruno Nogueira são a nossa salvação
Esbardalhanços aos 30. Os lives do Bruno Nogueira são a nossa salvação
Ver artigo

A dupla sugeriu então à comunidade que assistia àquele direto — cerca de 45 mil pessoas — que fossem à página do animador do Ártico, sediado na Noruega, e que o começassem a seguir. Toda a gente alinhou na brincadeira, explicando-se assim o fenómeno do crescimento repentino de seguidores e de comentários em português — incluindo do próprio Nuno Markl que escreveu "Greetings from Portugal".

Entretanto, os novos membros da comunidade começaram a pedir ao locutor que passasse músicas portuguesas, incluindo Mário Laginha. Cal Lockwood acedeu ao pedido e passou um tema do compositor e pianista de jazz. Mais há mais: a rádio teve um aumento de fluxo tão grande e repentino, que começou a ter problemas de streaming.

radio

No comunicado no site, explica o acontecimento e cumprimenta os novos seguidores: "Problemas de conexão devido a aumento de ouvintes. Lamentamos muito se estão a ter problemas a ligarem-se ao stream. Estamos com o nosso limite máximo de ouvintes por hora. Estamos a trabalhar para atualizar e adicionar novos fluxos. Vá espreitando as atualizações. Desculpe a inconveniência. Fique seguro", lê-se.

E, no fim, em grande destaque: "Olá Portugal :-D!!", ilustrado com a bandeira nacional.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.