Há mais 33 mortes e 4224 novos casos de infeção em Portugal pelo novo coronavírus, um novo recorde desde o início da pandemia. São estes os dados divulgados esta quinta-feira, 29 de outubro, pela Direção-Geral da Saúde, no novo boletim epidemiológico.

Os novos dados são atualizados na mesma altura em que António Costa se prepara para ouvir todos os partidos antes da reunião extraordinária do Conselho de Ministros marcada para este sábado, 30 de outubro, acerca da evolução do surto no País. Em cima da mesa estará a renovação do estado de calamidade ou o regresso ao estado de emergência que poderá implicar o recolher obrigatório e a restrição da circulação livre em certos pontos do País.

No entanto, António Lacerda Sales, secretário de Estado Adjunto e da Saúde, aponta para o que está a acontecer nos restantes países da Europa que começaram a "adotar medidas de restrições ao nível territorial, mas circunscrito", em declarações ao podcast do Partido Socialista.

Nazaré. Multidões sem distanciamento social e pessoas sem máscara para ver ondas gigantes
Nazaré. Multidões sem distanciamento social e pessoas sem máscara para ver ondas gigantes
Ver artigo

"E essas restrições serão com certeza ao nível mais dos territórios, para que outros territórios que não estão tanto sobre pressão possam respirar do ponto de vista económico e social."

Sobre se será possível Portugal regressar a um confinamento geral, Lacerda Sales não se compromete e diz que é preciso "estabilizar num determinado modelo e obviamente que quanto mais uniforme conseguir ser esse modelo (...) maior segurança e maior confiança será dada às populações".

E pede, concluindo, "o consenso da grande maioria dos intervenientes" no que toca aos especialistas das áreas da saúde, proteção civil e autarquias.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.