Este sábado, 22 de maio, Portugal ultrapassou a meta de cinco milhões de doses de vacinas administradas contra a COVID-19, disse este domingo, 23, fonte oficial do grupo de trabalho responsável pela vacinação à agência Lusa.

O número abrange Portugal continental e as regiões autónomas dos Açores e da Madeira, mas a mesma fonte garante que se espera que os cinco milhões de vacinas administradas sejam atingidos em Portugal continental esta segunda-feira, 24 de maio, ao final do dia ou na terça-feira, 25.  "Se tudo correr bem, se as vacinas chegarem, se tivermos as vacinas que pensamos ter disponibilizadas, no dia 8 de agosto teremos 70% da população com pelo menos uma dose", afirmou o vice-almirante Gouveia e Melo, citado pelo "Jornal de Notícias". 

"Antes da pandemia da COVID-19, falávamos da pandemia da diabetes". A doença contada na primeira pessoa
"Antes da pandemia da COVID-19, falávamos da pandemia da diabetes". A doença contada na primeira pessoa
Ver artigo

Questionado sobre se quando o País chegar aos 70% da população com uma dose da vacina é atingida a imunidade de grupo, Gouveia e Melo afirmou que "neste momento não se sabe neste vírus se a pessoa que está imunizada pode ou não ser transportadora do vírus. Se não for transportadora do vírus, significa que atingimos a imunidade de grupo e o vírus começa a morrer na comunidade", escreve a  RTP.

Este domingo, 23 de maio, às 16h30 o total de vacinas administradas em Portuga continental era de cerca de 4.939.000, das quais cerca de 3.358.000 primeiras doses e perto de 1.581.000 com a vacinação completa.

De acordo com os dados mais recentes divulgados pela Direção-Geral da Saúde, até ao momento, morreram desde o início da pandemia 17.017 pessoas dos 845.224 casos de infeção confirmados. Há ainda a registar 806 mil recuperados.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.