Há mais nove mortes e 4.153 novos casos de infeção em Portugal pelo novo coronavírus. São estes os dados divulgados esta quarta-feira, 14 de julho, pela Direção-Geral da Saúde (DGS), no novo boletim epidemiológico referente à evolução da crise sanitária no País.

A marcar a atualidade está a confirmação de que Portugal já tem mais de quatro milhões de pessoas com a vacinação completa. Os números foram revelados no relatório do processo emitido esta terça-feira, 13 de julho, pela Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com os dados, mais de 6,2 milhões de portugueses (60% da população) já receberam a primeira dose e mais de quatro milhões (42%) já tem a vacinação completa — mais 616 mil do que na semana passada.

Portugal já tem mais de 4 milhões de pessoas com a vacinação completa
Portugal já tem mais de 4 milhões de pessoas com a vacinação completa
Ver artigo

Segundo os dados da DGS avançados também esta terça-feira, 13, à agência "Lusa", Portugal registava, na segunda-feira, 476 surtos ativos no continente. "Estes dados contrastam drasticamente com o máximo de surtos ativos registado em Fevereiro de 2021, quando chegaram a existir em Portugal continental 921 surtos ativos", explicou a DGS, citada pelo "Público".

A maioria dos surtos registou-se na Região de Lisboa e Vale do Tejo (350), a Região Norte tinha 46, o Algarve 31, o Alentejo 24 e a região Centro 25, escreve o mesmo jornal. Tendo em conta os dados, 84 surtos diziam respeito a estabelecimentos de educação e ensino público e privado, que englobam escolas, ensino superior e creches.

Após a decisão do estado de comparticipar a 100% os testes rápidos de antigénio, foram várias as farmácias que aderiram à incitativa, mas muitas não estão a conseguir fazer a faturação nem a vender o teste de forma gratuita devido a um problema informático no software, avança o "Expresso". Apesar do sucedido, muitas farmácias afirmam continuar a "confiar no Estado". "Estou a confiar que o sistema vá funcionar porque continuamos a ter uma elevada procura, sobretudo ao fim de semana", disse o diretor clínico de uma farmácia no distrito de Aveiro ao "Expresso".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.