Os dados não deixam margem para dúvidas: a última semana foi um verdadeiro sucesso em termos de vacinação. De acordo com o último relatório do processo emitido esta terça-feira, 13 de julho, pela Direção-Geral da Saúde (DGS), mais de 6,2 milhões de portugueses (60% da população) já receberam a primeira dose e mais de quatro milhões (42%) já tem a vacinação completa — mais 616 mil do que na semana passada.

Há um bar em Lisboa que oferece um litro de cerveja a quem já foi vacinado
Há um bar em Lisboa que oferece um litro de cerveja a quem já foi vacinado
Ver artigo

No total, já foram distribuídas mais de dez milhões de doses, sendo que Portugal recebeu 11,5 milhões. Quanto à imunização por faixas etárias, o relatório mostra que 99% dos idosos com mais de 80 anos já recebeu pelo menos uma dose da vacina e 95% já tem as duas doses. Na faixa anterior (dos 65 anos aos 79 anos) também 99% já tem uma dose e 88% tem a vacinação completa. Mais de um milhão de pessoas entre os 50 e os 64 anos (71%) está também totalmente imunizada, sendo que a percentagem cai os 20% no grupo entre os 25 e 49 anos e para 5% no grupo entre os 18 e os 24 anos.

O Algarve e Lisboa e Vale do Tejo são as duas regiões onde o processo está mais atrasado, com apenas 40% da população com a vacinação completa contra 49% no Alentejo e 46% no centro.  Na região norte, 41% já receberam as duas doses da vacina.

Alunos portugueses do programa Erasmus vão receber vacina antecipada

Para que possam viajar com, pelo menos, uma dose da vacina contra a COVID-19, cerca de seis mil alunos do ensino superior que vão frequentar o programa Erasmus no primeiro semestre do próximo ano letivo já estão a ser chamados para receberem a vacina antecipada, avançou esta quarta-feira, 14, o "Jornal de Notícias. 

Estes jovens "já começaram a ser agendados e vacinados, num processo que irá decorrer nas próximas semanas", adiantou o grupo de trabalho responsável pela vacinação ao "JN", referindo ainda que o agendamento tem por base as listas de estudantes que vão fazer Erasmus enviadas pelas universidades  para o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, que as validou e remeteu para a task force.

Os estudantes do sexo masculino estão a ser vacinados preferencialmente com a vacina da Janssen, que fica completa com apenas uma toma, e as alunas tomam a da Pfizer ou a da Moderna (tal como todas as mulheres com menos de 50 anos). Tendo em conta que, nestas vacinas, o intervalo entre doses é de quatro semanas, a segunda toma poderá acontecer já após a partida. Neste caso, o esquema vacinal poderá ser completado no país europeu de destino dos estudantes, refere o "JN".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.