Uma criança com cerca de quatro anos morreu esta quinta-feira, 1 de outubro, depois de cair da janela de casa na região de Laborim, em Gaia. A criança estava sozinha em casa aquando do acidente, que terá ocorrido por volta das 22 horas, avança o "Jornal de Notícias".

Quando os pais se aperceberam do acidente, terão levado de imediato a criança para o hospital de Gaia, localizado a apenas dois minutos de distância de carro, para que fosse observada após a queda do segundo andar do prédio. Apesar do acidente, a mesma publicação avança que não foram chamados meios de socorro ao local uma vez que foram os pais a transportar a criança até ao hospital. 

Na manhã seguinte, no entanto, agentes da Polícia de Segurança Pública estiveram presentes no local para apurar as circunstâncias da queda, diz o mesmo jornal.

O acidente acontece poucos dias depois de, em Sintra, uma criança de cinco anos ter caído do 9.º andar de um prédio na região da Tapada das Mercês. A criança estaria sozinha em casa com os dois irmãos menores, de 6 e 9 anos, e terá caído para a via pública enquanto a progenitora se deslocou até ao supermercado.

Conheça o desafio viral Jonathan Galindo, que pode ter levado uma criança de 11 anos ao suicídio
Conheça o desafio viral Jonathan Galindo, que pode ter levado uma criança de 11 anos ao suicídio
Ver artigo

"Trata-se de uma criança que terá 5 anos e caiu de um 9.º andar, para a via pública", revelou a fonte do Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) ao "Jornal de Notícias", acrescentando que "a progenitora terá deixado os filhos menores, de 5, 6 e 9 anos em casa, para ir ao supermercado, quando ocorreu o incidente".

Após ser lançado o alerta, as equipas de socorro — bombeiros e VMER [viatura médica de emergência e reanimação] — dirigiram-se à Tapada das Mercês onde aconteceu o acidente e procederam a “manobras de reanimação no local e depois durante o transporte", relata o comandante dos Bombeiros Voluntários de Algueirão Mem-Martins, Joaquim Leonardo ao jornal "Público".

Contudo, a criança não resistiu ao impacto da queda e o óbito foi declarado já no serviço de urgência do hospital de Santa Maria para onde foi encaminhada já em estado crítico.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.