Com o calor a não querer ir embora, as moscas e os mosquitos continuam por cá e a chatear-nos constantemente. No entanto, há quem sinta que as atrai demasiado. Quantas vezes, num jantar ou num passeio pelo jardim, foi o único a ser totalmente atacado por mosquitos? Não quer dizer que gostem mais de si, ou do seu sangue, mas talvez se sintam mais atraídos pelo seu cheiro. 

Investigadora portuguesa criou pulseira anti-picadas de mosquitos. Já está à venda e é baratinha
Investigadora portuguesa criou pulseira anti-picadas de mosquitos. Já está à venda e é baratinha
Ver artigo

Um novo estudo realizado na Universidade Rockefeller, em Nova Iorque, revela que os mosquitos se sentem mais atraídos por pessoas que tenham certos produtos químicos na pele. “Se tiver níveis altos desta coisa na sua pele, vai ser quem, num piquenique, vai levar com todas as picadas”, disse a autora do estudo Leslie Vosshall, neurobióloga da Universidade Rockefeller em Nova Iorque.

O estudo contou com 64 voluntários aos quais foi pedido que usassem meias de nylon à volta dos antebraços de forma a captar o cheiro da pele. As meias foram colocadas em armadilhas separadas e de seguida os mosquitos foram libertados. “Basicamente, eram todos atraídos para a mesma”, explicou Maria Elena De Obaldia, autora do estudo. “Tornou-se muito óbvio de imediato”.

Adora estar ao ar livre, odeia mosquitos? Estes repelentes não cheiram mal (e funcionam mesmo)
Adora estar ao ar livre, odeia mosquitos? Estes repelentes não cheiram mal (e funcionam mesmo)
Ver artigo

Dos favoritos, os investigadores encontraram um factor comum: os ímanes de mosquitos tinham níveis elevados de certos ácidos na pele. Segundo Vosshall, estas "moléculas gordurosas" fazem parte da camada hidratante natural da pele, e as pessoas produzem-nas em diferentes quantidades. As bactérias saudáveis que vivem na pele absorvem estes ácidos e produzem parte do perfil odorífero da pele. No entanto, não nos podemos ver livres destes ácidos sem prejudicarmos a saúde da pele.

Segundo Jeff Riffel, um neurobiólogo da universidade de Washington, podem haver métodos para repelir os mosquitos mas descobri-los não será fácil. “Os mosquitos são resilientes. Têm muitos planos de reserva para nos encontrarem e nos morderem”, disse Vosshall.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.