O governo de António Costa vai manter a situação de contingência na Área Metropolitana de Lisboa até ao final de agosto devido ao surto da COVID-19 no País. A decisão já era prevista, mas só foi comunicada esta quinta-feira, 13 de agosto, depois da reunião do Conselho de Ministros que estipulou que a situação vai manter-se nos mesmos moldes até às 23h59 de 31 de agosto.

Apesar disso, há algumas mudanças no que toca aos horários de funcionamento dos estabelecimentos de comércio a retalho e de prestação de serviços nas áreas que estão em situação de contingência. “Nas áreas abrangidas pela declaração da situação de alerta, os estabelecimentos de comércio a retalho e de prestação de serviços podem passar a abrir antes das 10 horas”, pode ler-se no documento.

No que toca aos serviços públicos, estes deverão manter o "atendimento presencial por marcação, determinando-se que o atendimento prioritário possa ser realizado sem marcação prévia.

Reino Unido. Teste inovador vai permitir resultados de COVID-19 e gripe em 90 minutos
Reino Unido. Teste inovador vai permitir resultados de COVID-19 e gripe em 90 minutos
Ver artigo

Já os serviços públicos “mantêm, preferencialmente, o atendimento presencial por marcação, determinando-se que o atendimento prioritário possa ser realizado sem marcação prévia."

A comunicado oficial do governo é lançado no mesmo dia em que a Direção-Geral da Saúde publicou o boletim epidemiológico referente à evolução do surto da COVID-19 no País. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais seis mortes e 325 novos casos de infeção — um aumento de 0,6% referente aos números do dia anterior.

No total, Portugal conta já com um total de 1.770 mortes e 53.548 casos de infeção identificados.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.