Fernanda Serrano foi uma das atrizes entrevistadas esta manhã para o “Você na TV” e emocionou-se ao falar do amigo que morreu este sábado, 20 de junho. A atriz de 46 anos explicou à repórter Mónica Jardim que o ator tinha sido um pilar durante o período em que se estava a separar de Pedro Miguel Ramos.

Mónica Jardim estava nos estúdios da Plural, onde está a ser gravada a novela em que Pedro Lima participava, e começou a explicar que seria uma emissão difícil. “Não vai ser fácil porque é um sentimento de tristeza que se vive nos estúdios da Plural. É aqui que se fabricam as novelas da TVI e foi aqui a segunda casa do Pedro Lima. Ele retomou as gravações na última novela que a Plural estava a produzir para a TVI, a “Amar Demais”, e onde contracenou com tantas colegas que hoje são amigos. Não há palavras”, começou por dizer.

Cristina Ferreira, Fernanda Serrano, César Mourão. As reações de 17 figuras públicas à morte de Pedro Lima
Cristina Ferreira, Fernanda Serrano, César Mourão. As reações de 17 figuras públicas à morte de Pedro Lima
Ver artigo

Logo depois passou a Fernanda Serrano e a amiga de Pedro Lima começou por lamentar a morte de “um ator e um homem de quem todos gostamos”. “Conheci o Pedro parece que desde a vida toda. Nem me recordo há quantos anos o conheço. Fizemos o primeiro casting juntos, fizemos a nossa primeira novela juntos. Fizemos a nossa última peça juntos. A última peça dele, a última novela dele e a última cena dele. Coincidências da vida”, disse visivelmente emocionada.

A atriz explicou que foi o amigo a puxá-la “para cima” durante os últimos anos em que se esteve a separar de Pedro Miguel Ramos. “Era a pessoa que me puxava para cima, sobretudo estes últimos anos que foram atípicos, diferentes e especiais. Esteve muitíssimo presente. Apresentava-me soluções, encontrava-me caminhos, arranjava sempre forma de me ajudar, perspetivar os problemas de outra forma. Como é que uma pessoa que encontra soluções tão assertivas, tão corretas, para os outros, não consegue encontrar para a sua própria vida? Não atendo, nem nos cabe a nós julgar".

Fernando Serrano falou ainda sobre tudo o que aprendeu com Pedro. Segundo conta, o ator ensinou-a a “dar, amar, partilha”, acrescentado que tinha sido “o colega mais correto” com quem alguma vez contracenou. A atriz explicou ainda que o amigo vivia para os filhos e para a mulher e era com ele que partilhava “muitas inquietações”.

Este foi um dos testemunhos que passou no programa matinal da TVI que hoje dedicou a sua emissão à “celebração da vida” de Pedro Lima, como explicou Manuel Luís Goucha. O ator, que foi encontrado morto este sábado, 20 de junho, vai ser homenageado pelos colegas da TVI esta segunda-feira, às 12h56 com um minuto de aplausos. A homenagem vai acontecer nos estúdios da Plural e nas instalações da TVI.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.