O humorista Guilherme Fonseca, antigo apresentador do “Curto Circuito”, e que trabalha com Ricardo Araújo Pereira no programa “Isto é Gozar Com Quem Trabalha”, foi arrasado no Twitter depois de ter partilhado uma piada com a morte do ator Pedro Lima. O comediante escreveu na mesma rede social: “Já só os suicidas e os Toranja é que escrevem cartas”.

Este comentário vem no seguimento da morte do ator de 49 anos que foi encontrado morto na praia do Abano, no Guincho, este sábado, 20 de junho. O ator terá deixado uma carta à família e enviado mensagens a vários amigos e pedir para tomarem conta dos filhos.

"Olhem pelos meus filhos". As mensagens enviadas por Pedro Lima aos amigos
"Olhem pelos meus filhos". As mensagens enviadas por Pedro Lima aos amigos
Ver artigo

Já no Twitter, e pouco momentos depois de partilhada esta piada, os comentários de tom negativo não se fizeram chegar. Foram muito os utilizadores da rede social que criticaram a publicação e que pediram para o humorista a apagar. Não aconteceu e Guilherme Fonseca ainda não se pronunciou sobre a mesma. “Depois admiras-te que digam que és fraco nisto do humor”, “Outro otário!” ou “Apagar o tweet palerma” foram alguns dos 259 comentários deixados na publicação. A MAGG tentou contactar o humorista que se mostrou indisponível para comentar as reações negativas à sua partilha.

Recorde-se que o ator Pedro Lima foi encontrado morto na manhã de sábado, 20 de junho, depois de vários amigos terem dado o alerta após terem recebido mensagens que pediam para cuidar da família e dos filhos. Os peritos forenses detetaram golpes profundos no pescoço, na zona da carótida, e outros menos profundos espalhados pelo corpo. A tese que se terá suicidado ganha agora ainda mais credibilidade mas só se terá a certeza depois da autópsia realizada no Instituto de Medicina Legal.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.