Um autocarro foi imobilizado pelas autoridades, esta terça-feira, 26 de janeiro, em Adaúfe, Braga, depois de a GNR ter recebido a denúncia de que um passageiro infetado com COVID-19 se encontrava dentro do veículo. Trata-se de um homem de 80 anos e o alerta foi dado pela própria mulher aos Transportes Urbanos de Braga, segundo fonte da guarda, de acordo com a TVI24, que cita a agência Lusa.

Tudo aconteceu por volta das 11 horas e o homem acabou por ser encaminhado de ambulância para casa, com acompanhamento por parte da GNR, acrescentou a mesma fonte. Quanto aos restantes passageiros do autocarro, permaneceram dentro da viatura para dar os dados às autoridades de saúde e serem acompanhados pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS), uma vez que estiveram em contacto próximo e num ambiente fechado com o caso de COVID-19.

Portugal bate recordes em COVID-19. É o país com a maior taxa de contágios e mortes no mundo
Portugal bate recordes em COVID-19. É o país com a maior taxa de contágios e mortes no mundo
Ver artigo

O homem de 80 anos costumava apanhar aquele autocarro todos os dias, apurou o "Correio da Manhã", tal como fez esta terça-feira, 26, desobedecendo ao dever de isolamento profilático. De acordo com o artigo 283.º do Código Penal, quem não cumprir o isolamento social decretado pelas autoridades de saúde devido à doença COVID-19 pode arriscar uma pena de prisão até cinco anos.

Além da GNR, também os bombeiros e a proteção civil estiveram no local onde o autocarro foi mandado parar. Sabe-se que o caso vai ser participado ao Ministério Público.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.