Depois dos protestos que têm acontecido um pouco por todo o mundo, mas especialmente nos Estados Unidos, está marcada a primeira manifestação em Portugal. Acontece esta sexta-feira, 5 de junho, em Lisboa, Porto e Braga e tem como objetivo mostrar solidariedade para com os norte-americanos que protestam contra o racismo e s violência policial.

O protesto é organizado pela Frente Unitária Antifascista (FUA) que, em comunicado enviado à Agência Lusa e citado pela RTP", avança que este não será o único e que estão a ser preparadas mais ações contra a intenção do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de classificar o movimento antifascista ANTIFA como uma organização terrorista.

"A Frente Unitária Antifascista irá organizar um conjunto de ações em repúdio às declarações de [Donald] Trump sobre a Antifa, em solidariedade para com os manifestantes que lutam há vários dias exigindo justiça e o fim dos homicídios raciais". O grupo decidiu, por isso, juntar-se à manifestação `Resgatar o futuro, não ao lucro`", marcada para sábado, em Lisboa, Porto e Braga, para exigir um programa de empregos públicos face à falta de rendimento das pessoas mais afetadas pela pandemia de Covid-19.

#amplifymelanatedvoices. O movimento que quer voz às pessoas negras
#amplifymelanatedvoices. O movimento que quer voz às pessoas negras
Ver artigo

Em Lisboa, o protesto acontece em frente à embaixada dos Estados Unidos. "Vamos deixar clara a nossa solidariedade para com os manifestantes que lutam há vários dias nos Estados Unidos para exigirem justiça e o fim da violência policial e homicídios raciais".

Nos Estados Unidos, os protestos contra a violência policial, motivados pela morte de George Floyd sucedem-se. Atualmente já são quase 50 as cidades norte-americanas que estão sob recolher obrigatório por causa dos protestos contra a violência policial, motivados pela morte de George Floyd. O afro-americano de 46 anos, morreu em 25 de maio, em Minneapolis (Minnesota), depois de um polícia branco lhe ter pressionado o pescoço com um joelho durante cerca de oito minutos numa operação de detenção, apesar de Floyd dizer que não conseguia respirar.

A morte de Floyd ocorreu durante a sua detenção por suspeita de ter usado uma nota falsa de 20 dólares (18 euros) numa loja.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.