Um dia depois de Portugal registar novo máximo de mortes (219) e de novos casos de infeção por Covid-19 (14.647), a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) anunciou esta quinta-feira, 21 de janeiro, que todas as missas serão suspensas já a partir deste sábado, 23. Apesar da realização das mesmas ser uma das exceções previstas no novo confinamento, que entrou em vigor no dia 15 de janeiro, a decisão foi tomada devido ao agravamento da pandemia no País.

Missas permitidas, espetáculos proibidos. Artistas criticam novas medidas
Missas permitidas, espetáculos proibidos. Artistas criticam novas medidas
Ver artigo

“Embora lamentando fazê-lo, a Conferência Episcopal Portuguesa determina a suspensão da celebração ‘pública’ da Eucaristia a partir de 23 de janeiro de 2021, bem como a suspensão de catequeses e outras atividades pastorais que impliquem contacto, até novas orientações”, refere um comunicado da CEP enviado à Agência Ecclesia. Segundo os bispos, face à “extrema gravidade da situação pandémica”, é “um imperativo moral para todos os cidadãos, e particularmente para os cristãos, ter o máximo de precauções sanitárias para evitar contágios, contribuindo para ultrapassar esta situação”. 

Apenas os funerais continuam a ser permitidos.  "As exéquias cristãs devem ser celebradas de acordo com as orientações da Conferência Episcopal de 8 de maio de 2020 e das autoridades competentes”, referem os bispos. Quanto aos arquipélagos da Madeira e dos Açores, serão dadas "orientações próprias".

Face à suspensão das celebrações, a CEP pede que sejam apresentadas “ofertas celebrativas, transmitidas em direto por via digital”.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.