A depressão Barra está a aproximar-se e vai deixar marca da sua passagem em Portugal continental a partir desta terça-feira, 7 de dezembro. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê chuva, por vezes persistente, e ainda agitação marítima forte e vento. A depressão está centrada a noroeste dos Açores e vai "em direção às ilhas britânicas". Neste percurso, de leste para nordeste, vai afetar o País, mas não diretamente.

"Ela não influencia diretamente o estado do tempo em Portugal continental, mas há alguns efeitos colaterais", disse Maria João Frada, meteorologista do IPMA, à agência Lusa, de acordo com o "Observador".

Preços dos combustíveis descem esta semana. Saiba quanto vai pagar para abastecer o carro
Preços dos combustíveis descem esta semana. Saiba quanto vai pagar para abastecer o carro
Ver artigo

A chuva persistente será mais sentida nas regiões do norte e centro, em especial no Minho e Douro Litoral, na terça-feira, e pode vir acompanhada de trovoadas e vento forte devido à passagem de uma superfície frontal fria.

Já no feriado, 8 de dezembro, dia da Imaculada Conceição, é provável que quem vá às serras do extremo norte do território continental veja neve a cair, uma vez que, de acordo com a previsão do IPMA, neste dia há grande possibilidade de precipitação em forma de neve acima de 1.100/1.200 metros.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera alerta ainda para a agitação marítima e coloca em aviso amarelo na terça-feira, os "distritos do norte e centro a norte do Cabo Mondego com ondas de noroeste com 4 a 5 metros" e no dia seguinte o aviso passa a laranja para toda a zona da costa ocidental a norte do Cabo Espichel.

8 mercados de Natal para viver a magia da época e comprar presentes locais e sustentáveis
8 mercados de Natal para viver a magia da época e comprar presentes locais e sustentáveis
Ver artigo

Quanto às temperaturas, e uma vez que a "intensificação do vento vai dar uma sensação acrescida de frio", é melhor preparar já as mantas e as camisolas mais quentes. A partir de quarta-feira, prevê-se uma "descida significativa da temperatura, em especial das máximas e nas regiões do norte e centro e Alentejo que podem atingir os 5 a 8 graus". Contudo, será por pouco tempo, uma vez que logo na quinta-feira, as máximas voltam a subir entre dois a cinco graus.

Já as mínimas, vão desde os 6ºC na faixa costeira aos -2 na Serra da Estrela.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.