A Polícia de Segurança Pública (PSP) suspendeu o título profissional ao segurança que foi filmado a agredir fortemente um cliente numa discoteca em Albufeira, no Algarve, no passado dia 3 de outubro.

O segurança está impedido de exercer funções enquanto decorre o inquérito criminal, entretanto instaurado, e não tem permissão para continuar o exercício da atividade de vigilante em locais de acesso público ou que incluam contacto com o público, avança o "Jornal de Notícias".

Autoridades investigam agressão de segurança a cliente numa discoteca em Albufeira
Autoridades investigam agressão de segurança a cliente numa discoteca em Albufeira
Ver artigo

Em comunicado, a PSP anunciou que a decisão foi comunicada ao visado esta quinta-feira, 14 de outubro. "Por decisão do secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna", adianta a PSP, foi decretada a "suspensão do título profissional de segurança porteiro (genericamente, de segurança privado em espaços de diversão noturna), ficando proibido de exercer essas funções até conclusão do inquérito criminal e do processo administrativo entretanto instaurados", cita o "JN".

Além disso, foi determinada a "suspensão parcial da continuação do exercício da atividade de vigilante (genericamente, de segurança de instalações, para a qual o segurança privado agressor também estava habilitado), sem permissão de o fazer em locais de acesso público ou que incluam o contacto com o público", esclarece ainda a PSP.

A agressão decorreu durante vários segundos e foi presenciada por várias pessoas na discoteca, mas nenhuma decidiu intervir. Ainda que a vítima já estivesse caída no chão, o segurança continuou a desferir-lhe socos e pontapés até à chegada de dois militares da Guarda Nacional Republicana (GNR).

Depois de serem divulgadas as imagens, o comando geral da GNR, questionado pela Lusa, disse que tinham sido identificadas duas pessoas (o agressor e a vítima) e que a vítima tinha recusado assistência médica, escreve o "Jornal de Notícias". 

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.