13. Este número representa a quantidade de mulheres que já morreram, em Portugal, desde o começo de 2022, vítimas de violência doméstica. Um valor preocupante, já que, no ano todo de 2021, foram registadas 16 mortes pelo mesmo motivo.

A mais recente vítima foi morta esta segunda-feira, 6 de junho. Trata-se de uma mulher atingida com dois tiros pelo marido, em Felgueiras. Dois dias antes, um homem matou a mulher, também a tiro, em Arouca, depois de um episódio de ciúmes. No ano passado, por esta altura, não se registava um número tão elevado de mortes, como relembrou a SIC Notícias.

IKEA Talks. Como a IKEA está a apoiar vítimas de violência doméstica
IKEA Talks. Como a IKEA está a apoiar vítimas de violência doméstica
Ver artigo

Em 2019, foram 26 as mulheres mortas por violência doméstica em território nacional. Em 2020, o número aumentou para 27. O valor baixou em 2021, mas, face aos novos dados calculados pelo "Jornal de Notícias" e divulgados pelo "Observador", poderá voltar a subir.

"O número de homicídios conjugais a esta data é claramente assustador. Parece estar a recuperar a tendência do período pré-pandémico, o que é preocupante", afirmou o presidente da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, João Lázaro, ao "Jornal de Notícias".

Contactos úteis

  • Linha de Apoio à Vítima (chamada gratuita): 116 006
  • Linha de informação ás vítimas de violência doméstica: 800 202 148
  • Infovitimas.pt
  • Linha de Saúde 24: 808 24 24 24
  • Número Nacional de Socorro: 112
  • Linha Nacional de Emergência Social: 144

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.