A partir deste domingo, 16 de janeiro, e até quinta-feira, 20, os eleitores que queiram votar em mobilidade podem fazer o pedido para o voto antecipado online ou por carta.

Quem pretender votar antecipadamente a 23 de janeiro (em vez de a 30 de janeiro, data em que estão marcadas as eleições legislativas) deve aceder ao site da Ministério da Administração Interna, selecionar a opção "inscrever" e avançar para os passos seguintes preenchendo os respetivos dados de eleitor e local de voto pretendido.

Além do digital, aos eleitores também é dada a possibilidade de fazer o pedido através de carta endereçada à secretaria geral do Ministério da Administração Interna e onde deve constar o nome completo, data de nascimento, número de identificação civil, morada, município onde pretende exercer o direito de voto, contacto telefónico e e-mail — conforme é explicado no Portal do Eleitor.

"Isto é Gozar Com Quem Trabalha" diário e com líderes partidários. Conheça o primeiro
"Isto é Gozar Com Quem Trabalha" diário e com líderes partidários. Conheça o primeiro
Ver artigo

Aqueles a quem for admitido o voto antecipado a 23 de janeiro, devem dirigir-se à urna nesse dia, apresentar o documento de identificação civil, indicando a sua freguesia de inscrição no recenseamento eleitoral, e proceder ao voto num dos partidos candidatos às eleições legislativas de 2022.

Se, por alguma razão, inscritos para votar em mobilidade a 23 de janeiro não puderem comparecer, é-lhes permitido votar a 30 de janeiro.

Após 20 de janeiro, segue-se o prazo para o pedido de voto antecipado para eleitores em confinamento obrigatório e eleitores internados em estruturas residenciais (lares) e instituições similares, que têm entre 20 e 23 de janeiro para proceder à inscrição.

Durante este fim de semana, 15 e 16, decorre por todo o País a vacinação da dose de reforço contra a COVID-19 para membros de mesas de voto e funcionários das juntas a fim de evitar constrangimentos no processo legislativo. Segundo o governo, para o voto antecipado haverá 2.600 secções para receber os cerca de um milhão e 200 mil eleitores previstos.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.