Talvez o nome George Northwood não lhe diga muito, mas se lhe dissermos que este é o homem por detrás de muitos dos penteados de Meghan Markle enquanto duquesa de Sussex, talvez lhe capte mais a atenção. Mas, chegada a hora de dizer adeus à vida real, Northwood quis deixar uma pequena homenagem no Instagram à mulher que penteou durante dois anos.

“Foi um privilégio, e foi também muito divertido, trabalhar com o duque e com a duquesa de Sussex nestes últimos dois anos. Desfrutei de cada minuto da colaboração com este casal incrível que, não defende apenas as pequenas empresas, mas que me ensinou muito sobre a diversidade, igualdade e a importância de uma boa saúde mental”, começou por dizer no Instagram. “Harry, Meghan e Archie desejo-vos muito amor e sorte para este novo e emocionante capítulo. Mal posso esperar por vos ver em breve – e estou muito feliz por agora poder falar sobre o tempo especial que passámos juntos”.

Meghan Markle. Os 15 melhores looks pós casamento
Meghan Markle. Os 15 melhores looks pós casamento
Ver artigo

E a verdade é que o cabeleireiro falou. À “Vogue” britânica contou os bastidores dos penteados de Markle resultavam da capacidade artística do cabeleireiro e das ideias da mulher de Harry.

“O coque desfeito veio simplesmente da ideia de tornar o cabelo apropriado ao protocolo real, mas que fosse moderno ao mesmo tempo”, explicou. “Queríamos que fosse um apanhado, porque na maioria das vezes este penteado era apropriado, mas não queríamos que fosse demasiado formal. Sempre quisemos que fosse uma imperfeição refinada – como a Meghan”.

“Assim que a conheci percebi que era muito parecida com as minhas clientes da Califórnia. Depois ela disse ‘sou uma miúda da Califórnia’ e eu disse ‘Uma das minhas preferidas’. E a nossa ligação ficou estabelecida logo ali – falámos imediatamente a mesma língua”, continuou. De acordo com o hairtsylist terão sido as suas raízes californianas que tornaram ainda mais forte a relação entre os dois e também o facto de Meghan se ter tornado numa figura tão influente e tão relacionável com o público.

“A maneira como ela aborda as coisas é da mesma forma que uma mulher comum abordaria as coisas. Ela tem um verdadeiro sentido de estilo e queria parecer acessível, ainda que fosse uma princesa”, acrescentou o cabeleireiro. “Ela era uma princesa muito moderna, o tipo de princesa com quem nos podemos relacionar e a quem aspiramos. O cabelo limitou-se a seguir essa linha”.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.