Foi um junho de 2019 que a influenciadora digital Inês Rochinha publicou um vídeo no seu canal de YouTube a revelar a sua experiência ao ter feito um preenchimento labial. “Era um desejo que eu tinha e tinha muita curiosidade em ver-me com preenchimento labial”, começou por explicar a criadora de conteúdos de 26 anos. “Já na minha maquilhagem, sempre tentei simular um bocadinho este preenchimento do lábio, um contorno mais evidente porque os meus lábios têm muito pouco contorno”. As diferenças foram notórias – Inês Rochinha ficou com uns lábios mais carnudos e preenchidos.

Na verdade, os lábios carnudos e grossos proliferam nas redes sociais como a epítome de beleza. Quem não se lembra da diferença exagerada dos lábios de Kylie Jenner que passaram de finos e quase inexistentes, para uns carnudos e desejados por todas as fãs? Era evidente o uso de preenchimento, mas nem assim a estrela de reality shows admitiu. A confirmação viria uns anos depois e atualmente a mãe de Stormi já fala destas intervenções cirúrgicas com alguma naturalidade.

Lip Fillers. O que são, para que servem e quais as vantagens
O antes e depois de Kylie Jenner depois do preenchimento labial

A verdade é que são cada vez as celebridades a recorrer a este método para ter uns lábios perfeitos. Kylie Jenner, no campo internacional, e Inês Rochinha, no campo nacional, são apenas alguns dos exemplos mais mediáticos.

Mas afinal o que são mesmo lip fillers?

Lip fillers, em inglês, é exatamente o mesmo do que preenchimento labial. “São produtos injetáveis que se apresentam embalados em seringas prontas a aplicar”, explica Vítor Figueiredo, diretor clínico de Medicina Estética da Up Clinic, à MAGG. “Servem sobretudo para melhorar os lábios, mas também as zonas em seu redor, como as rugas dos lábios ou os cantos de boca descaídos”. Segundo o mesmo profissional, estes produtos injetáveis atuam por restabelecimento do volume dos tecidos onde são colocados.

Já Ana Silva Guerra, cirugiã plástica na clínica com o nome homónimo, explica que devemos chamar aos lip fillers preenchimento de lábios com ácido hialurónico. "O mais correto, menos perigoso e mais adequado é ácido hialurónico. Tudo o resto que possa ser aplicado nos lábios pode trazer graves problemas. Por isso não se deve falar em lip fillers mas em preenchimento de lábios ácido hialurónico. Assim temos apontado o nosso target para algo que é inócuo, inofensivo e que não traz rejeição", explica.

Esclarecido este ponto, passamos para o seguinte: esta técnica tem uma base animal?A resposta é não: o diretor clínico da Up Clinic esclarece que os produtos a injetar são “praticamente todos sintéticos e por isso não têm base animal, ao contrário do que sucedia no passado”.

Lip Fillers. O que são, para que servem e quais as vantagens
Dr. Víto Figueiredo, diretor clínico da Up Clinic

No vídeo onde conta o processo de preenchimento labial, Inês Rochinha disse que os efeitos dos fillers podem durar entre nove meses a um ano. Não é sempre assim: conforme explicou à MAGG o especialista, existem vários tipos e várias marcas. “Há os permanentes, os temporários, os granulosos, os mais fluídos, os mais concentrados, os mais leves, os que se aplicam com agulhas e outros que se aplicam com cânulas”, diz. Isto leva a que o resultado final dependa de cada uma destas técnicas.

Já imaginou como seriam as celebridades sem cirurgias plásticas? Mostramos-lhe em 30 fotos
Já imaginou como seriam as celebridades sem cirurgias plásticas? Mostramos-lhe em 30 fotos
Ver artigo

“Os produtos permanentes ficam integrados nos tecidos longos anos. A duração dos temporários varia muito, desde meses até alguns anos, conforme o tipo de produto, a estrutura do lábio, mas acima de tudo, da técnica usada”, acrescenta. Portanto, mesmo que faça um preenchimento labial temporário, se for corretamente aplicado, este poderá “proporcionar benefícios prolongados no tempo”.

Lip fillers e botox são a mesma coisa?

Não. Cada um serve propósitos diferentes. Os primeiros servem para aumentar de volume os tecidos onde são aplicados. E aqui tanto pode servir para os lábios como para outra zona onde seja necessário aumento volumétrico. Já o botox atua relaxando os músculos onde é injetado. Este pode ser aplicado em toda a face e pescoço. Segundo o especialista, as duas técnicas podem ser usadas em conjunto. “Na zona peribucal, o botox, com uma boa técnica, pode ser usado simultaneamente com um filler, por exemplo, para melhorar o sorriso gengival ou as rugas dos lábios”, explica Vítor Figueiredo.

Existem contraindicações relativos a este procedimento?

Conforme explica o diretor clínico da Up Clinic, por ser um procedimento médico existem sempre contraindicações – uma vez que se está a aplicar algo que é exterior ao organismo. “Falamos de infeções, lábios muito gretados, ou muito finos, herpes, acne, cicatrizes, problemas dentários que impeçam o correto suporte do lábio, doenças auto-imunes ou relacionadas com o tecido conjuntivo”, alerta. Também deverá dar a devida atenção se fizer alergia a algum dos produtos que serão injetados ou a anestésicos locais.

Já Ana Silva Guerra explica que não existem contraindicações propriamente ditas. "Numa grávida, por exemplo, é desaconselhado pois não deve ser feito nenhum tipo de manipulação de ácido hialurónico durante a gravidez. Tirando isso, toda a gente pode fazer. Não existem alergias", reitera.

Lip Fillers. O que são, para que servem e quais as vantagens?
Dra. Ana Silva Guerra, cirurgiã plástica na clínica Ana Silva Guerra

Vítor Figueiredo explica que os maus resultados, na sua maioria, devem-se a uma “má técnica de aplicação ou à utilização de materiais sem qualidade ou certificação”. Neste campo incluem-se “granulomas, infeções, abcessos, nódulos cicatrizes ou ainda necroses”.

A cirurgiã plástica concorda. É importante não exagerar e garantir que o especialista sabe como fazer uma aplicação bem feita. "Primeiro não se deve exagerar no preenchimento. Quando isso acontece, ou quando se faz a aplicação de uma maneira inadequada o que pode haver é mesmo uma deformação no lábio", explica. Ainda assim, reitera que não existem desvantagens desde que haja algum critério e bom senso. "É seguro", reafirma.

Manuel Luís Goucha admite em direto usar botox
Manuel Luís Goucha admite em direto usar botox
Ver artigo

A principal vantagem deste procedimento estético é tratar os sinais de idade. Mas há mais. Ana Silva Guerra destaca ainda a hidratação que pode advir deste procedimento. "O ácido hialurónico promove a hidratação, por isso é normal que deixemos de ter os lábios tão secos. Claro que depois também torna o contorno mais uniforme e dá um aspeto mais jovem e hidratado à zona".

Segundo Vítor Figueiredo, é possível detetar se uma pessoa colocou preenchimento labial facilmente. Isto torna-se particularmente mais simples se "a estratégia e respetiva técnica não foram adequadas".

A MAGG selecionou seis exemplos, nacionais e internacionais, de celebridades com diferenças notórias nos lábios.

Newsletter

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.