Ana Galvão faz parte do elenco da versão portuguesa do filme "Lassie de Volta a Casa". A radialista da Renascença dá voz a Sandra, mãe da personagem Leo, os donos de Lassie, e foi a propósito desta estreia que Ana Galvão conversou com a MAGG sobre a sua paixão por animais, entre outros temas.

"Eu sempre cresci com animais, os meus pais sempre tiveram esse cuidado. Eu acho que os adultos veem [os animais] como ‘eu sou o dono, este é o meu cão’, mesmo que os tratem incrivelmente, é diferente. Nós trabalhamos, e os miúdos acabam por ver os cães como irmãos, que eventualmente não têm". 

Nuno Markl e Ana Galvão. "O grande amor que sentimos um pelo outro não morreu"
Nuno Markl e Ana Galvão. "O grande amor que sentimos um pelo outro não morreu"
Ver artigo

Ana Galvão deu o exemplo do filho Pedro, 11 anos, fruto do seu casamento com Nuno Markl, que adora animais e é muito chegado aos cães que têm em casa. "São os companheiros dele à tarde. A pureza com que os miúdos veem os animais como um ser igual é incrível. É espetacular quando o nosso filho fica amigo do seu animal ", acrescentou.

A radialista de 46 anos tem a certeza que a próxima geração vai "ser mais sensível à natureza", mas garante que nunca obrigou o filho a ser vegetariano, alimentação que Ana Galvão segue. "O meu filho conhece-me sem comer mamíferos desde sempre. Às vezes questiona-me sobre isso, e diz 'mãe eu também vou ser, mas ainda não consigo’. O Pedro adora animais, portanto fará o que quiser. Nunca lhe impingi nada, como é obvio, mas eu acho que é um princípio. Ele não mata uma formiga, não consegue. Uma coisa que me valeu muito, quando eu tomei a opção de ser vegetariana, que é uma coisa pessoal, foi ter visto a minha mãe a fazer opções alimentares sem carne. Isso moldou-me", conta à MAGG.

 Trabalhar em tempos de pandemia

Ana Galvão revela que o momento atual nem sempre é fácil para o seu trabalho, mas salienta que os cuidados e medidas de segurança são necessárias. "Está tudo limpo, temos de tirar a máscara no momento em que vamos falar ao microfone, tem de haver distanciamento. É complexo porque nós trabalhamos com a voz. São cuidados, que apesar de serem uma chatice, têm de se ter tomados", afirma.

A voz das manhãs da Rádio Renascença falou ainda do Natal, que este ano vai ser atípico. "O Natal este ano vai ser diferente. Os meus pais estão separados, mas como se dão tão bem, sempre tivemos a família muito unida, e sempre passámos juntos esta época festiva. Este ano, vamos estar com o meu pai num dia, e com a minha mãe no dia a seguir. Vai ser o primeiro Natal que não vou estar com ela na noite de 24 para 25 de dezembro, mas é adaptar à nova realidade".

Sobre o ano de 2021, frisou dois projetos importantes: as manhãs na rádio e o podcast "Os Ex-Files", que faz juntamente com o ex-marido, Nuno Markl, com quem esteve casada durante seis anos. "Vou continuar na rádio, nas Três da Manhã, na Renascença, e contamos com um 2021 melhor do que 2020, em que possamos fazer programas especiais e sair à rua. Tenho o podcast, que vai avançar com o segundo episódio, em que falamos sobre a nossa separação. Tivemos de fazer uma pausa porque é muito complexo entrar no iTunes, e quando tudo estiver resolvido ,vamos dar continuidade."

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.