Três capas poderosas marcam a edição de dezembro da "Vogue" no Reino Unido: Beyoncé, ou Queen B, é a cara do último mês de 2020 — ano que ficou marcado pelo lançamento do seu recente álbum visual "Black is King", que  realizou e produziu para a plataforma de streaming Disney+, pela aguardada coleção de moda para todos os tamanhos com assinatura Ivy Park x Adidas, e uma pandemia que a "mudou completamente" e fê-la refletir: "Aproveitei verdadeiramente este tempo com a minha família e o meu novo objetivo é abrandar e libertar-me de coisas stressantes na vida", afirma na entrevista conduzida pelo editor-chefe da "Vogue", Edward Enninful.

Nessa mesma entrevista, Beyoncé revela como ultrapassou 2020, mais precisamente a altura em que a pandemia de COVID-19 assolou o mundo. "Durante a quarentena, a moda era um escape para mim. Eu e os meus filhos criámos a Sexta-feira da Moda. Todas as sextas-feiras, vestíamos as minhas roupas ou fazíamos roupas juntos e tirávamos fotografias uns aos outros. Tornou-se um ritual e uma oportunidade de lidarmos juntos com este ano louco", revela a mãe de três filhos, Blue Ivy, de oito anos, e dos gémeos Rumi e Sir Carter com dois anos.

ASTAG. A marca de roupa que mistura Marrocos e Beyoncé
ASTAG. A marca de roupa que mistura Marrocos e Beyoncé
Ver artigo

E não é que este segredo para superar a quarentena, que foi ao mesmo tempo uma brincadeira, deu azo a um projeto mais sério? A nova coleção prática e moderna da Ivy Park com a Adidas, lançada esta quinta-feira, 29 de outubro, em Portugal, é inspirada nas cores da moda às sextas-feiras de Beyoncé com os filhos. Conta com tons brilhantes e néon para dar animo e, por outro lado, azul bebé para acalmar. "[As cores] trouxeram-me alegria e fizeram-me sorrir no meio de um período difícil para todos nós", afirma.

Mais do que uma superação durante a quarentena, a coleção representa ainda inclusão, com tamanhos que vão do XXXS ao 4X, e dão para qualquer ocasião. Os preços vão dos 24,95€ aos 199,95€.

Já pelo cinema, a inclusão não ficou de fora do projeto criado por Beyoncé para a Disney+. "'Black Is King' foi uma enorme produção que empregou um grande número de artistas brilhantes que normalmente não se veriam a trabalhar num projeto da Disney. Até agora!", diz Beyoncé. "Nem todos têm a oportunidade de ser contratados para trabalhar na 'Vogue', para dirigir um filme ou criar uma linha de roupa e isso deve-se à falta de diversidade nos projetos. Tenho-me focado em mudar essa mentalidade", acrescenta.

As 10 pérolas escondidas no catálogo da Disney+ que já pode começar a ver
As 10 pérolas escondidas no catálogo da Disney+ que já pode começar a ver
Ver artigo

Os projetos e a vida da atriz nos últimos quatros anos — desde o lançamento do álbum "Lemonade", ao nascimento dos filhos gémeos, o espetáculo no Coachella, o documentário "Homecoming", e a tour com o marido Jay-Z — está assim refletida na entrevista para a "Vogue" do Reino Unido, cuja sessão fotográfica é também um marco para a revista.

Kennedi Carter é a fotógrafa responsável pela produção com a cantora e ainda a mais jovem fotógrafa, com apenas 21 anos, nos 104 anos de história da "Vogue" britânica.

Veja as três capas icónicas da "Vogue" britânica de dezembro.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.