Três capas poderosas marcam a edição de dezembro da "Vogue" no Reino Unido: Beyoncé, ou Queen B, é a cara do último mês de 2020 — ano que ficou marcado pelo lançamento do seu recente álbum visual "Black is King", que  realizou e produziu para a plataforma de streaming Disney+, pela aguardada coleção de moda para todos os tamanhos com assinatura Ivy Park x Adidas, e uma pandemia que a "mudou completamente" e fê-la refletir: "Aproveitei verdadeiramente este tempo com a minha família e o meu novo objetivo é abrandar e libertar-me de coisas stressantes na vida", afirma na entrevista conduzida pelo editor-chefe da "Vogue", Edward Enninful.

Nessa mesma entrevista, Beyoncé revela como ultrapassou 2020, mais precisamente a altura em que a pandemia de COVID-19 assolou o mundo. "Durante a quarentena, a moda era um escape para mim. Eu e os meus filhos criámos a Sexta-feira da Moda. Todas as sextas-feiras, vestíamos as minhas roupas ou fazíamos roupas juntos e tirávamos fotografias uns aos outros. Tornou-se um ritual e uma oportunidade de lidarmos juntos com este ano louco", revela a mãe de três filhos, Blue Ivy, de oito anos, e dos gémeos Rumi e Sir Carter com dois anos.

ASTAG. A marca de roupa que mistura Marrocos e Beyoncé
ASTAG. A marca de roupa que mistura Marrocos e Beyoncé
Ver artigo

E não é que este segredo para superar a quarentena, que foi ao mesmo tempo uma brincadeira, deu azo a um projeto mais sério? A nova coleção prática e moderna da Ivy Park com a Adidas, lançada esta quinta-feira, 29 de outubro, em Portugal, é inspirada nas cores da moda às sextas-feiras de Beyoncé com os filhos. Conta com tons brilhantes e néon para dar animo e, por outro lado, azul bebé para acalmar. "[As cores] trouxeram-me alegria e fizeram-me sorrir no meio de um período difícil para todos nós", afirma.

Mais do que uma superação durante a quarentena, a coleção representa ainda inclusão, com tamanhos que vão do XXXS ao 4X, e dão para qualquer ocasião. Os preços vão dos 24,95€ aos 199,95€.

Já pelo cinema, a inclusão não ficou de fora do projeto criado por Beyoncé para a Disney+. "'Black Is King' foi uma enorme produção que empregou um grande número de artistas brilhantes que normalmente não se veriam a trabalhar num projeto da Disney. Até agora!", diz Beyoncé. "Nem todos têm a oportunidade de ser contratados para trabalhar na 'Vogue', para dirigir um filme ou criar uma linha de roupa e isso deve-se à falta de diversidade nos projetos. Tenho-me focado em mudar essa mentalidade", acrescenta.

As 10 pérolas escondidas no catálogo da Disney+ que já pode começar a ver
As 10 pérolas escondidas no catálogo da Disney+ que já pode começar a ver
Ver artigo

Os projetos e a vida da atriz nos últimos quatros anos — desde o lançamento do álbum "Lemonade", ao nascimento dos filhos gémeos, o espetáculo no Coachella, o documentário "Homecoming", e a tour com o marido Jay-Z — está assim refletida na entrevista para a "Vogue" do Reino Unido, cuja sessão fotográfica é também um marco para a revista.

Kennedi Carter é a fotógrafa responsável pela produção com a cantora e ainda a mais jovem fotógrafa, com apenas 21 anos, nos 104 anos de história da "Vogue" britânica.

Veja as três capas icónicas da "Vogue" britânica de dezembro.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.