Foi a 1 de outubro que Chrissy Teigen e John Legend revelaram a morte do terceiro filho, que não sobreviveu a dificuldades na gestação da modelo. As complicações de saúde relacionadas com a placenta de Chrissy tornaram-se cada vez maiores, com a modelo a sangrar durante dias a fio, e a gravidez não avançou mais do que as 20 semanas.

Aquando da notícia da perda do filho, Chrissy partilhou várias imagens dos momentos duros do trabalho de parto de Jack, o nome que deram ao bebé, no Instagram, e manteve-se afastada das redes sociais até agora. Esta terça-feira, 27 de outubro, a mulher de John Legend partilhou um longo texto na sua página de Instagram, onde agradece o apoio que recebeu nas últimas semanas e fala sobre o complicado processo.

Filho de John Legend e Chrissy Teigen morre depois de nascer
Filho de John Legend e Chrissy Teigen morre depois de nascer
Ver artigo

"Não fazia ideia de quando estaria preparada para escrever isto. Parte de mim pensava que seria pouco depois, quando ainda estava a sentir toda a dor do que aconteceu", começou por dizer. A modelo explicou que recebeu muitas mensagens de amor, carinho e preocupação, principalmente através das redes sociais. "A maioria começavam por 'provavelmente não vais ler isto, mas'... Garanto-vos que li tudo".

Chrissy revelou detalhes sobre o dia que teve de ser internada para ter a criança, e explica que dias antes a situação tinha piorado bastante. "Nesse dia, já estava conformada com os factos: receberia uma epidural e seria induzida a parir o nosso bebé de 20 semanas, que nunca sobreviveria na minha barriga [...] Estava de cama há mais de um mês, a tentar tudo para que a gravidez chegasse às 28 semanas, uma altura mais 'segura' para o feto. Os meus médicos diagnosticaram-me um deslocamento parcial da placenta [...] Sangrei durante dias, e trocava as minhas fraldas para adulto de hora a hora quando o sangue se tornava desconfortável demais."

teigen
A modelo esteve de cama mais de um mês para tentar levar a gravidez o mais longe possível. créditos: Instagram

A modelo explicou que a falta de líquido amniótico era tão grave que o feto mal conseguia flutuar e, conforme a sua posição na cama, conseguia sentir perfeitamente os braços e pernas do bebé na barriga. Depois de algumas noites no hospital, onde ficou internada devido ao excesso de perdas de sangue, o médico disse-lhe que tinha chegado a hora do parto.

"Era hora de dizer adeus. Era impossível o bebé sobreviver, e se continuássemos, talvez eu não sobrevivesse também", escreveu Chrissy, que explicou também a origem das fotografias durante o trabalho de parto. "Pedi à minha mãe e ao John para tirarem fotografias, independentemente do desconfortável que fosse. Expliquei a um muito hesitante John que precisava delas, e que não queria ter de pedir. Ele tinha apenas de o fazer. Ele odiou. Eu sabia disso. Não lhe fez qualquer sentido na altura. Mas eu sabia que precisava de me recordar deste momento para sempre, assim como me lembro do nosso beijo no altar, da mesma forma que me lembro das nossas lágrimas de alegria a seguir ao nascimento da Luna e do Miles [os dois filhos mais velhos do casal]. E eu sabia que precisava de partilhar esta história."

Teigen escreveu também que não se preocupa minimamente com as pessoas que não gostaram das imagens ou que nunca o fariam, e salientou que as fotografias são "para quem precisa delas". Depois do momento da expulsão do bebé, Chrissy revelou que tanto ela como a sua mãe e John pegaram em Jack para se despedirem e dizerem orações. "Pedi às enfermeiras para me mostrarem as mãos e os pés dele e beijei-os tantas vezes. Não sei quando parei. Podem ter sido 10 minutos ou uma hora." Chrissy disse ainda que as cinzas de Jack estão guardadas numa caixa, que irá ser plantada perto de uma árvore em sua casa.

John Legend regressa aos palcos depois de perder o filho e faz homenagem à mulher
John Legend regressa aos palcos depois de perder o filho e faz homenagem à mulher
Ver artigo

"As pessoas dizem que uma experiência como esta cria um buraco no coração. Um buraco foi certamente criado, mas foi preenchido com amor de algo que eu tanto amava. Não parece vazio este espaço. Parece cheio. Talvez 'também' a explodir, na verdade. Encontro-me a chorar aleatoriamente, a pensar em como estou feliz por ter duas crianças incrivelmente maravilhosas que enchem esta casa de amor", escreveu no longo testemunho.

A modelo revelou que também tem sido alvo do carinho de estranhos, ao ponto de uma senhora que encontrou no supermercado lhe ter colocado umas flores no carrinho de compras. "Escrevi isto porque precisava de dizer algo antes de avançar e voltar à minha vida normal, por isso agradeço-vos muito a oportunidade. O Jack será sempre amado, e vamos falar dele aos nossos filhos e explicar-lhes que ele existe no vento, nas árvores e nas borboletas que eles veem. Um muito obrigada a todas as pessoas que nos tiveram no pensamento e foram ao ponto de nos enviar o seu amor e as suas histórias. Somos tão sortudos."

Na legenda do testemunho, Chrissy Teigen aproveitou para deixar palavras de carinho ao marido, o cantor John Legend. "Obrigada ao John por ser o meu melhor amigo e o amor da minha vida. Muitas pessoas pensam nas mulheres em alturas como esta, mas nunca me vou esquecer que o John também sofreu muito nestes últimos meses, ao mesmo tempo que fazia tudo ao seu alcance para cuidar de mim."

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.