Cláudio Ramos aproveitou a mudança da hora, que acontece na madrugada de 25 de outubro, para fazer uma reflexão sobre a situação que o mundo atravessa desde março. Na publicação, é possível ver uma imagem a preto e branco, com o apresentador sentado ao ar livre, "numa altura em que andávamos pela rua sem medo."

"Diz que hoje muda a hora. Recuemos então no tempo. Não é preciso muito. Recuemos até ao dia em que me tiraram esta fotografia. Nesta altura andávamos pela rua sem medo", começa por dizer, lembrando como era viver neste tempo "cheio de certezas absolutas".

"As máscaras eram uma coisa de médicos e enfermeiros. O gel desinfectante ocasional. Os abraços uma constante. Saíamos sem pensar e voltávamos a sair vezes sem conta. Recuemos ao tempo onde vivíamos cheios de certezas absolutas. Onde viajar dependia apenas de dinheiro e agenda."

Cláudio Ramos e Teresa Guilherme vão apresentar "Big Brother - Duplo Impacto"
Cláudio Ramos e Teresa Guilherme vão apresentar "Big Brother - Duplo Impacto"
Ver artigo

O apresentador da TVI, que irá regressar em 2021 em "Big Brother - Duplo Impacto", lembra atividades comuns: "[Era uma altura] Onde se ia ao teatro sem medo, ao cinema sem medo, a um concerto sem medo. Onde marcávamos um jantar sem medo, conhecíamos um brunch sem medo, descobríamos lugares sem medo. Recuemos ao tempo onde se respirava sem medo!"

No longo texto, faz depois referência às condicionantes do novo normal, deixando um apelo: levar a sério a pandemia, lembrando o aumento exponencial do número de infetados.

"Hoje, que muda a hora, cada um de nós pode ir onde quer usando a imaginação. O que não nos podemos esquecer é que o mundo não recua como a hora e por isso é importante o cuidado. É importante a máscara. A distância de segurança. Evitar lugares com gente", escreveu.

"O mundo está diferente de como nos foi apresentado. Mudou de repente. O mundo reclama atenção. Está obviamente zangado. Não brinquemos com coisas sérias que estão aí os números a avisar toda a gente que quem manda no universo é o universo. Não é o homem. Por muito importantes que nos achemos!"

Partilhada este domingo, 24 de outubro, o apresentador termina a publicação lançado uma pergunta e apelando ao respeito. "O medo condiciona? Claro que sim. É preciso dar-lhe tempo e espaço. Não permitir que nos silencie. Mas há que o respeitar. Respeitemo-nos uns aos outros. Tenham um sábado feliz meus mais lindos. Feliz e seguro."

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.