Inês Mocho esteve esta quinta-feira, 8 de abril, à conversa com Júlia Pinheiro no programa das tardes da SIC. A influenciadora digital falou sobre um dos períodos mais difíceis da sua vida, em que foi obrigada a abortar duas vezes. Numa das gestações, a maquilhadora estava grávida de gémeos.

O primeiro aborto aconteceu em agosto de 2020, fruto de uma gravidez ectópica, que acontece quando o embrião se começa a formar dentro das trompas de Falópio. "O embrião estava na trompa direita", revelou Inês Mocho.

Andreia Rodrigues revela ter estado 21 horas em trabalho de parto
Andreia Rodrigues revela ter estado 21 horas em trabalho de parto
Ver artigo

Poucos meses depois, descobre que está outra vez grávida. "Em janeiro, descubro que estou novamente grávida e achava que era impossível", contou a criadora de conteúdos a Júlia Pinheiro. O passo seguinte foi dirigir-se ao centro de ecografias para perceber se o embrião se estava a desenvolver corretamente.

"Fui à médica, mas ainda não se via nada. Passado uma semana, voltei e descubro que eram dois embriões e também estavam na mesma trompa", afirmou, explicando que já estava com seis semanas de gestação e que teria de fazer outro aborto químico.

Apesar de ter passado por dois abortos em tão poucos meses, Inês garante que sempre enfrentou tudo com energia positiva. "É complicado gerir isto em tão pouco tempo. Mas não devemos relativizar este tema e é importante que se fale sobre ele", rematou.

A influenciadora digital é mãe de Leonor, de 3 anos, fruto da relação com Miguel Domingues.

Percorra a galeria de fotos de Inês Mocho.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.